Dois assuntos movimentaram a semana política de Mato Grosso do Sul: suspeita de cabide de emprego no Proinc (Programa de Inclusão Profissional) e possível esquema de ‘rachadinhas’. Parlamentares comentaram sobre os temas, que resultaram em ações judiciais.

Mais de 2,1 mil nomes de servidores do Proinc serão investigados. A lista é fruto de ação que aponta suspeita de ‘folha de pagamento secreta’ na gestão do ex-prefeito de Campo Grande, Marquinhos Trad (PSD).

Assim, alguns parlamentares afirmaram que a suspeita do esquema de nomeações pode ter bancado a campanha de Marquinhos e aliados. Os vereadores de Campo Grande já teriam entrado em acordo para aguardar até a próxima segunda-feira (3) o ofício de resposta sobre a suspeita de ‘folha secreta’ na Prefeitura de Campo Grande.

Herança e ‘rachadinha’

Da base da prefeita, o vereador Edu Miranda (Patriota) destacou que a situação da ‘folha secreta’ é uma ‘herança maldita’ de Trad. Logo, vale lembrar que a Prefeitura de Campo Grande ficou impossibilitada de receber recursos por irregularidades em sistema de informação. Contudo, ex-secretários de Maquinhos jogam a responsabilidade na gestão atual.

A Prefeitura de Campo Grande insiste que a falta de documentação que acabou deixando Campo Grande com ‘nome sujo’ no Cauc é de responsabilidade da gestão de Marquinhos, referente a 2021.

Então, a administração mantém o posicionamento mesmo após a ex-secretária de Educação rebater e mostrar, com documentos, que falta a prestação de contas de novembro e dezembro de 2022 ao FNDE (Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação).

Ainda nesta semana, o Jornal Midiamax mostrou que o deputado estadual Pedro Pedrossian Neto (PSD) destinou R$ 27 mil da verba de gabinete para a Via Marketing Comunicação em fevereiro.

Além do valor mensal alto, o repasse chamou atenção na Alems (Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul) porque a agência era do chefe de gabinete de Pedro, Edimar Paes da Silva, até 11 de janeiro.

Assim, as suspeitas são de que o deputado, ex-secretário de Finanças de Marquinhos Trad (PSD) na Prefeitura de Campo Grande, estaria levando para a Assembleia Legislativa suposto esquema de ‘rachadinha’.

Ministra em Campo Grande

Durante audiência pública na Alems (Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul), a ministra da Mulher, Cida Gonçalves, convidou MS para marcha nacional de enfrentamento à misoginia. O Estado é o primeiro convidado para o evento.

Além disso, Cida revelou que uma nova Casa da Mulher Brasileira deve ser implementada em Mato Grosso do Sul. A ideia da pasta é construir 40 novas casas em todo o país.

Ainda em MS, a ministra assinou nesta sexta-feira (31) como testemunha, junto ao governador Eduardo Riedel (PSDB), o protocolo de intenções entre o governo do Estado e a Defensoria Pública. Então, desenvolverá o programa de oficinas de formação denominada “A rede de enfrentamento à violência contra as mulheres: desafios e possibilidades no atendimento”.

Minha Casa, Minha Vida em MS

Eduardo Riedel (PSDB) deve se reunir com o ministro das Cidades, Jader Filho, para definir o Minha Casa, Minha Vida no Estado. A ministra do Planejamento, Simone Tebet, adiantou a agenda.

“Na outra semana, sem ser nessa próxima, na outra, já estou agendando para ele [Eduardo Riedel] com o ministro das Cidades. Para que Mato Grosso do Sul seja o mais rápido possível contemplado com o Minha Casa, Minha Vida faixa 1”, afirmou.

Além disso, Simone disse que Jean Paul Prates deve visitar fábrica de fertilizantes em Mato Grosso do Sul. A ministra do Planejamento adiantou a agenda aos prefeitos do Estado em reunião nesta quarta-feira (29).

Bancada de MS

Coordenador da bancada federal de MS, o deputado federal Vander Loubet (PT) deve ser o único integrante da comissão que acompanhará Lula em viagem para a China. De acordo com o governador Eduardo Riedel (PSDB), Vander representará o Estado na visita, remarcada para abril.

Enquanto o deputado federal de MS Rodolfo Nogueira (PL) usou uma abóbora para ironizar ‘promessa de picanha’ durante uso da tribuna na Câmara dos Deputados, em Brasília, na segunda-feira (27).

Já a posse de Gleice Jane Barbosa (PT) como deputada estadual na Alems ocorrerá no dia 11 de abril. O presidente da Casa, Gerson Claro (PP), confirmou a data ao Jornal Midiamax.

Após receber alta hospitalar no último dia 18 de março, o deputado estadual Zeca do PT segue em recuperação em casa. Por fim, o retorno às atividades da Assembleia Legislativa será avaliado na próxima semana.