A ministra das Mulheres, Cida Gonçalves, assinou nesta sexta-feira (31) como testemunha, junto ao governador Eduardo Riedel (PSDB), o protocolo de intenções entre o governo do Estado e a Defensoria Pública para o desenvolvimento de oficinas de formação denominada “A rede de enfrentamento à violência contra as mulheres: desafios e possibilidades no atendimento”. O objetivo é fortalecer a rede de atendimento nos 79 municípios.

Foi assinado também o termo administrativo de repasse de recursos financeiros para pesquisa, que tem por objetivo a celebração da chamada Fundect. n 10/2022, no intuito de fomentar a participação de pesquisadoras vinculadas às ICTS (Instituições Científicas e Tecnológicas) e universidades sediadas no estado do Mato Grosso do Sul, no valor de R$ 3 milhões, totalizando o valor do repasse em R$ 5 milhões.

Assinou ainda protocolo de intenção para a capacitação de mulheres dentro do programa MS Fronteiras, com objetivo de integrar os municípios fronteiriços a fim de implantar políticas públicas visando o empoderamento das mulheres e meninas fronteiriças, o fortalecimento das políticas de enfrentamento à violência e incentivar a autonomia econômica e social das mulheres, uma vez que essa região geográfica exige um olhar mais atencioso com as violências de gênero.

Foi feita no evento a entrega do selo social “Empresa amiga da mulher”, do governo de Mato Grosso do Sul, que premia práticas inovadoras e programas educativos para promoção, valorização e defesa dos direitos da mulher no ambiente de trabalho. Nesta cerimônia, as empresas

A ministra das Mulheres, Cida Gonçalves, assinou nesta manhã como testemunha, junto ao governador Eduardo Riedel, o protocolo de intenções entre o governo do Estado, por meio da Secretaria de Políticas Públicas para Mulheres; e a Defensoria Pública para o desenvolvimento de oficinas de formação denominada “A rede de enfrentamento à violência contra as mulheres: desafios e possibilidades no atendimento”. O objetivo é fortalecer a rede de atendimento nos 79 municípios.

Foi assinado também o termo administrativo de repasse de recursos financeiros para pesquisa, que tem por objetivo a celebração da chamada fundect. n 10/2022, no intuito de fomentar a participação de pesquisadoras vinculadas às instituições científicas e tecnológicas (ICTS) e universidades sediadas no estado do Mato Grosso do Sul, no valor de suplementação da chamada fundect n. 10/2022 em R$ 3 milhões, totalizando o valor do repasse em R$ 5 milhões.

Assinou ainda protocolo de intenção para a capacitação de mulheres dentro do programa MS Fronteiras, com objetivo de integrar os municípios fronteiriços a fim de implantar políticas públicas visando o empoderamento das mulheres e meninas fronteiriças, o fortalecimento das políticas de enfrentamento à violência e incentivar a autonomia econômica e social das mulheres, uma vez que essa região geográfica exige um olhar mais atencioso com as violências de gênero.

Foi feita no evento a entrega do selo social “Empresa amiga da mulher”, do governo de Mato Grosso do Sul, que premia práticas inovadoras e programas educativos para promoção, valorização e defesa dos direitos da mulher no ambiente de trabalho. Nesta cerimônia, as empresas Agroenergia Santa Luzia receberam o selo por terem adotado essas práticas.