Política

Resumo: Começa movimentação para troca de partidos a 19 dias da janela partidária

O resumo de política da semana do Jornal Midiamax traz a movimentação dos vereadores e outros políticos candidatos nas eleições 2020 que devem trocar de partidos, com a aproximação da janela partidária, que começa em 5 de março. Confira abaixo os principais destaques da semana política em Mato Grosso do Sul. Na segunda-feira (10), vereador […]

Renata Volpe Publicado em 15/02/2020, às 08h42 - Atualizado em 19/07/2020, às 19h44

Câmara Municipal de Campo Grande. (Foto: Arquivo, Midiamax).
Câmara Municipal de Campo Grande. (Foto: Arquivo, Midiamax). - Câmara Municipal de Campo Grande. (Foto: Arquivo, Midiamax).

O resumo de política da semana do Jornal Midiamax traz a movimentação dos vereadores e outros políticos candidatos nas eleições 2020 que devem trocar de partidos, com a aproximação da janela partidária, que começa em 5 de março. Confira abaixo os principais destaques da semana política em Mato Grosso do Sul.

Resumo: Começa movimentação para troca de partidos a 19 dias da janela partidária
O vereador André Salineiro pode trocar de partido para disputar reeleição. (Izaías Medeiros, CMCG)

Na segunda-feira (10), vereador mais votado em 2016, André Salineiro (PSDB) admitiu conversas com o DEM, sigla que deve se filiar para disputar reeleição, mas não confirmou se o acordo foi fechado. Ele ainda pode presidir o partido em Campo Grande.

Também do PSDB, o deputado Marçal Filho ainda não sabe se vai disputar a eleição para prefeito de Dourados, comentou não ser pré-candidato e que só vai entrar na briga eleitoral se for

para valer. 

Na terça-feira (11) foi definido  Gerson Claro (PP) como líder e Eduardo Rocha (MDB) vice-líder do governador na ALMS (Assembleia Legislativa). O nome de Claro já era ventilado e tido como certo para substituir Barbosinha (DEM). Os dois falaram que não será uma missão fácil assumir o cargo. Também foi definido os grupos na Casa de Leis, que definem e indicam nomes para assumir as comissões

Resumo: Começa movimentação para troca de partidos a 19 dias da janela partidária
Jamilson Name (centro) passará a integrar bloco de Londres e Claro (Luciana Nassar, ALMS),

principalmente a CCJR (Comissão de Constituição, Justiça e Redação). O G10 virou G11 com a ida de Jamilson Name (sem partido) e o G8 demorou para definir quem seria o líder. No grupo maior, Londres Machado (PSD) é o líder e Neno Razuk (PTB) o vice.

Apenas na quinta-feira (13) o G8 escolheu o líder: Eduardo Rocha e Cabo Almi (PT) como vice. O grupo também indicou os nomes para CCJR, que são Rocha e Lídio Lopes (Patriota). Falta o G11 definir quem será o indicado para comissão.

Barbosinha é pré-candidato a prefeito em Dourados e revelou que espera a reciprocidade do PSDB e do MDB na eleição, indicando que talvez as legendas citadas o apoiem na candidatura e não lancem candidatos na corrida eleitoral do segundo maior colégio eleitoral do Estado.

A CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) da Energisa não tem dado resultados satisfatórios aos deputados pela falta de apoio financeiro, já que o presidente da ALMS, Paulo Corrêa (PSDB), disse que não daria. Depois de João Henrique Catan (PL) ter deixado a CPI, dois deputados faltaram a primeira reunião do ano: Renato Câmara (MDB) e Barbosinha (DEM). Isso causou desconforto no relator da CPI, Capitão Contar (PSL), que pediu a troca dos faltantes. Câmara diz ter sido pego de surpresa, mas compareceu na reunião de quarta-feira, assim como Barbosinha.

Resumo: Começa movimentação para troca de partidos a 19 dias da janela partidária
Presidente da Câmara Municipal, João Rocha (PSDB). (Arquivo, Midiamax)

Ainda na quarta-feira (12), o presidente da Câmara de Vereadores da Capital, João Rocha (PSDB), afirmou que será um ano de ‘dança das cadeiras’. “Nós temos 15 partidos representados. Haverá movimentação muito grande e tem de haver porque a regra mudou. Os partidos vão ter uma composição musculosa, alguns terão candidatos próprios. Será uma engenharia política interessante”.

Por 12 a votos favoráveis e seis contrários, a Câmara Municipal de Dourados votou pelo arquivamento do processo contra o vereador Pedro Pepa (DEM), por não ter dois terços necessários para uma cassação. Tanto na votação por por falta de decoro e também por prática de corrupção, o vereador obteve 12 favoráveis à sua absolvição. O mesmo resultado foi dado ao vereador Pastor Cirilo (MDB). Os julgamentos aconteceram na terça e quarta-feira (12).

Sobre o aumento de Reinaldo no ICMS da gasolina, Contar acionou a OAB-MS (Ordem dos Advogados do Brasil) para saber se há alguma maneira de impedir o acréscimo no valor do litro do combustível. A reunião aconteceu na quarta-feira (12).

Resumo: Começa movimentação para troca de partidos a 19 dias da janela partidária
Deputado pediu investigação após denúncias sobre ‘pedágio’ (Luciana Nassar, ALMS)

Pedro Kemp (PT) levantou assunto que o Jornal Midiamax publicou na Casa de Leis na quinta-feira (15). O Detran/MS (Departamento Estadual de Trânsito) incluiu uma normativa pedindo R$ 500 mil para poder credenciar as empresas de emplacamento. Isso colaborou com o valor de R$ 258 pela placa, sendo o maior do Brasil. Kemp protocolou no MPMS (Ministério Público) um pedido para investigar o ‘pedágio’.

O presidente da Santa Casa de Campo Grande, Esacheu Nascimento (PP), esteve em Brasília na quarta-feira (12) e se encontrou com o presidente nacional do partido, Ciro Nogueira, para afinar a pré-candidatura a prefeito da Capital. O dirigente foi anunciado como pré-candidato pelo partido em novembro do ano passado. A visita ao Ciro Nogueira foi para definição da pré-candidatura, aprovada pela Executiva Nacional e a ser submetida ao Diretório Municipal de Campo Grande.

Os deputados estaduais aprovaram na quinta-feira (13) uma moção de pesar à família do jornalista Léo Veras, executado na noite do dia 12 em casa. Os parlamentares também destacaram durante a sessão a falta de investimentos do governo federal em segurança na fronteira do Brasil com o Paraguai, território dominado pelo narcotráfico. Vereador de Campo Grande, Eduardo Romero (Rede) também apresentou moção de pesar pela morte do profissional. 

Especulado como candidato a prefeito em Sidrolândia e Corumbá, Zeca do PT deve ficar mesmo de fora das eleições de 2020 por problemas de saúdeEnquanto isso, o PT almeja ocupar bons quadros no Legislativo e Executivo sul-mato-grossense. Mesmo sem contar com o ex-governador nas urnas, quer eleger de oito a dez prefeitos em Mato Grosso do Sul, além de passar da marca de 100 vereadores.

O PSB é um dos partidos que, antes mesmo da maioria bater o martelo oficialmente, afirma que vai apoiar o prefeito de Campo Grande nas eleições deste ano e que quer garantir espaço na gestão no próximo ano, em cenário de eventual reeleição. “O PSB vai ajudar o Marquinhos Trad, já está definido”.

Resumo: Começa movimentação para troca de partidos a 19 dias da janela partidária
Prefeito Marquinhos Trad (PSD). (Marcos Ermínio, Jornal Midiamax)

Enquanto isso, Trad disse na sexta-feira (14) que deseja boa sorte, ao responder sobre as movimentações para as eleições de 2020 que já começam a despontar no cenário político. O MDB anunciou, na semana passada, o deputado Márcio Fernandes como candidato a prefeito da Capital, enquanto outros partidos aguardam a janela partidária e outras decisões internas para anunciar apoios ou nomes próprios.

Jornal Midiamax