O ex-ministro e ex-conselheiro da Itaipu Binacional, Carlos Marun (MDB/MS), afirmou na manhã desta quarta-feira (17) que Rose Modesto merece o apoio da classe política de Mato Grosso do Sul como titular da Sudeco (Superintendência de Desenvolvimento do Centro-Oeste). Ela toma posse hoje em Brasília (DF).

“É um quadro importante de Mato Grosso do Sul, que assume a importante função de dirigir a Sudeco, merecendo o apoio de todos nós. Que seja exitosa nesse novo desafio”, disse.

O Jornal Midiamax acompanha no Distrito Federal a posse da nova superintendente da Sudeco.

Marun diz que segue na política e quer voltar com programa de pescaria

Marun contou ao Jornal Midiamax que está atuando como advogado na capital federal e membro do diretório nacional do MDB. “Estou advogando no meu escritório e não deixo de estar na política”, frisou.

“Sou membro da executiva nacional. Só não engrenei no programa de pescaria. Parei devido à piracema, estou com saudades de pescar e do programa. Vamos ver se consigo retomar”, comentou, quando questionado sobre o programa que tem em seu canal no YouTube.

Rose Modesto assume Sudeco

A ex-deputada federal Rose Modesto (União/MS) toma posse hoje como titular da Sudeco. A solenidade está sendo realizada no auditório do Ministério da Integração e do Desenvolvimento Regional, em Brasília (DF).

Rose foi nomeada no início do mês e já começou a trabalhar na semana passada. Hoje será formalmente empossada no cargo pelo ministro Waldez Góes.

A superintendência trabalha com dois fundos, o FCO (Fundo Constitucional de Financiamento do Centro-Oeste) e o FDCO (Fundo de Desenvolvimento do Centro-Oeste) e que para este ano, de um fundo de R$ 10,5 bilhões, R$ 2,3 bilhões serão destinados à Mato Grosso do Sul.

“Esse fundo é somente do FCO e tem R$ 1 bilhão do FDCO, esse é livre para quem apresentar projetos. Se MS tiver uma quantidade de projetos maiores aprovados, é o estado que ficará com maior recurso, esse dinheiro é para investir na empresa, para ampliar os investimentos das empresas que já existem também e para iniciar também, a empresa que quer nascer hoje ela vai em busca desse fundo”, explicou Rose em entrevista na semana passada ao Jornal Midiamax.

Como primeira mulher a ser nomeada superintendente da pasta, Rose Modesto pontua se sentir honrada e promete se dedicar na função com um ‘olhar especial para Mato Grosso do Sul’.

Conforme explicou, os estados de Mato Grosso e de Goiás têm ficado com 33% cada dos recursos do fundo e a frente da Sudeco, promete trabalhar na equidade dos recursos.

“MS tem uma população menor, mas o que a gente entrega para a economia, a contribuição que dá para o PIB (Produto Interno Bruto) do Brasil, até por conta do agro, é muito mais expressivo. Então queremos que MS tenha um valor maior de investimento para o ano que vem. Vou trabalhar para a região toda, mas com um olhar muito especial para Mato Grosso do Sul”, afirmou.