Nesta sexta-feira (6), a companhia carioca ‘Cia Gente’ desembarca em Campo Grande trazendo o ato n° 2 do projeto ‘Brasil Sem Ponto Final’, com o espetáculo ‘Fio do Meio/Vertigem’. A capital é a primeira cidade do centro-oeste a receber os artistas, que devem passar por outras 11 metrópoles brasileiras.

Ao todo, serão duas apresentações: uma nesta sexta, e outra, no sábado (7), além de uma oficina criativa. O espetáculo é desenvolvido em dois atos, iniciando com ‘Fio do Meio’, vencedor do prêmio Funarte de Circulação em Dança, seguido de ‘Vertigem’ que, este ano, representou o país no Festival D’avignon, na França.

Sobre os espetáculos

Em ‘Fio do Meio’, o criador toma como célula o movimento do esbarrão. A partir dele, observa e provoca uma via de mão dupla: a capacidade de mover corpos e, desse mover, abrir espaços de conversação. Dando sequência a proposição de ativar a rua como espaço criativo, sua arquitetura e seu diálogo com as pessoas, ‘Fio do Meio’ extrapola a noção de margem e reconfigura outras relações de geocorporeidade, reterritorializando os usos da cidade. Os arteiros produzem repetições oriundas de gestos do urbano para difundir catatonias e narrativas que pleiteiam a visibilidade de tantos outros corpos; tantas das vezes negados, miopizados e varridos.

Já em ‘Vertigem’, adota-se um diálogo intenso e ininterrupto mediado pelos corpos dos intérpretes, cuja proposta expõe a borda, o ruído (também o silêncio), a corda bamba, a respiração ofegante e a embriaguez do gesto. Desnudado e cru, ‘Vertigem’ persegue uma ‘labirintite cênica’, sendo o movimento, dessa vez, guiado por uma atmosfera que não almeja o controle, ao contrário, despreza-o e o desloca em busca do risco, daquilo que ainda não tem nome, mas que por tal recebe, gentilmente, o significado de ‘política’.

Exibindo Espetáculos serão apresentados nos dias 6 e 7 de outubro.jpg
Cia Gente. (Divulgação)

Sobre a oficina ‘Corpo Memória’

A oficina, de curta duração, propõe, por meio das representações do gesto, da palavra e do movimento, o uso do corpo e da voz como estratégias narrativas, tendo como protagonismo as respectivas biografias dos participantes. Para isso se utiliza da descrição textual, imagética, das atmosferas rítmicas, das cores, dos afetos e, sobretudo, das aberturas que podem ser suscitadas das experiências interpessoais.

Serviço

Dia 06/10 (sexta-feira)

Dia 07/10 (sábado)

  • Espetáculo: “Vertigem/Fio do Meio” – ato n°2
  • Local: SESC – Av. Afonso Pena, 3469 – Centro – Campo Grande/MS
  • Horário: 17h
  • Lotação: conforme regras do recinto
  • Duração: 70 minutos
  • Na apresentação de sábado haverá duas ações além do espetáculo: antes da sessão, um resultado expositivo dos alunos da oficina “Corpo-memória” e após a mesma, um bate-papo com o diretor e intérpretes sobre o processo e história da companhia.

Oficina Corpo e Memória

  • Dia 07/10 (sábado)
  • Local: Espaço de Dança Selma Azambuja Rua Jeriba 866 – Chácara Cachoeira – Campo Grande/MS
  • Classificação: 18 anos
  • Horário: 9h às 13h
  • Lotação: 30
  • Ingresso: gratuito
  • Duração: 240 minutos

Saiba Mais