Um grupo de cinco servidores do (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) fez uma série de visitas técnicas entre segunda (3) e terça-feira (4) em parques estaduais de e ao Bioparque Pantanal. O objetivo é subsidiar os estudos de concessão ou PPP (parceria público-privada).

Os técnicos e executivos foram primeiramente ao Bioparque, onde conheceram os aquários e os sistemas de suporte à vida, quarentena, alimentação, pesquisa e automação.

A equipe ainda conheceu os ativos no Parque das Nações Indígenas: o Marco ( de Arte Contemporânea) e o Museu das Culturas Dom Bosco; além do Parque Estadual do Prosa e o Centro de Convenções Arquiteto Rubens Gil de Camilo. 

“A modelagem da concessão ou da PPP levam em consideração os critérios ambientais e ajudam a mensurar o impacto e benefícios do empreendimento para a sociedade, garantindo preservação da biodiversidade”, declarou Eliane Detoni, secretária-executiva do Escritório de Parcerias Estratégicas do Governo do Estado.

As concessões e PPPs em estudo pela administração têm como foco atrair investimentos privados aos locais a serem concessionados e, também, promover o turismo e o desenvolvimento socioeconômico das regiões, garantindo a preservação das áreas em questão.