Nova Ferroeste terá investimento de R$ 4,7 bilhões e será leiloada pela B3

Leilão na B3 será realizado no segundo semestre deste ano
| 21/06/2022
- 12:55
Leilão Ferroeste
Edital de lançamento do leilão ocorreu em Curitiba - Kelly Ventorim, Subcom

A Nova Ferroeste, que ligará o município de Maracaju ao Porto de Paranaguá, no Paraná, terá investimentos de R$ 4,7 bilhões e será leiloada pela Bolsa de Valores, a B3, em São Paulo, no segundo semestre deste ano.

O edital foi lançado na manhã desta terça-feira (21) em Curitiba, pelo governador do Paraná, Carlos Massa Ratinho Junior. Detalhes do documento ficarão disponíveis para consulta pública. Pelo Mato Grosso do Sul, esteve presente o secretário de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar, Jaime Verruck.

Com isso, o edital só será publicado oficialmente após a concessão do licenciamento ambiental, por parte do Ibama (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis).

Segundo o diretor-presidente da Nova Ferroeste, André Gonçalves, o edital para consulta pública do dia 27 de junho até o dia 15 de julho. "Isso para que todos os interessados, especialmente os investidores, possam analisar e fazer as devidas contribuições. Posteriormente, ele vai a leilão na B3, em São Paulo", detalhou.

Conforme o governador paranaense, o projeto da Nova Ferroeste é transformador. "Vai transformar Mato Grosso do Sul, Paraná e Santa Catarina. Aliás, é um projeto que ajuda o País. É considerado o maior projeto de técnica e qualidade do e o mais sustentável no mundo, pelos órgãos ambientais. Essa é a garantia de uma logística eficiente para toda nossa produção de grãos e proteína animal que vai alimentar o planeta todo", disse.

Leilão de cinco contratos

De acordo com o secretário Jaime Verruck, serão levados a leilão na Bolsa de Valores, cinco contratos celebrados com o que permitem a ligação por trilhos do Porto de Paranaguá a Maracaju, em Mato Grosso do Sul, e a conexão de Cascavel com os ramais de Foz do Iguaçu e Chapecó, em Santa Catarina.

O contrato de concessão conecta Guarapuava (PR) a Dourados. Outros quatro contratos completam o projeto com as seguintes ligações: Dourados/Maracaju, Cascavel/Foz do Iguaçu, Cascavel/Chapecó e Guarapuava/Paranaguá.

Será feita a cessão onerosa desses contratos, ou seja, os contratos serão transferidos para a iniciativa privada. O valor do lance mínimo a ser dado na data do leilão é de R$ 110 milhões. O total obtido será revertido para a atual Ferroeste.

Quem arrematar a ferrovia será responsável pelo projeto completo, com 1.567 quilômetros de extensão. As obras terão início pela ligação entre Cascavel e Paranaguá.

Veja também

Serviços da empresa custarão R$ 501 mil para o município

Últimas notícias