A Prefeitura de Campo Grande prepara licitação, que deve sair em agosto, de continuidade às obras do Reviva Centro, segundo o secretário de Infraestrutura e Serviços Públicos, Rudi Fioresi. Serão reformadas na próxima etapa o quadrilátero composto pela Rua José Antônio, Avenida Mato Grosso, Calógeras e Fernando Corrêa da Costa. Contudo, ainda não foi definido o custo da próxima etapa.

Nesta semana, o município divulgou a extensão por mais dois meses o contrato com o BID (Banco Interamericano de Desenvolvimento), referente à Rua 14 de Julho, cuja obra está prestes a ser concluída, além da supressão de R$ 69,7 mil referentes a serviços previstos, mas que não precisaram ser executados.

Com a supressão, o contrato com a Engepar Engenharia e Participações passou de R$ 60.455,110,03 para R$ 60.387.117,09, enquanto a data válida agora é de 7 de setembro de 2020. Em setembro de 2019, o município acrescentou R$ 11.216.603,21, chegando ao valor que hoje tem parte suprimida.

Desde 2018, a empresa toca obra do Reviva Centro, por meio de financiamento da Prefeitura de Campo Grande com o BID (Banco Interamericano de Desenvolvimento). Até agora, a empresa entregou a reforma da Rua 14 de Julho, que hoje estampa nova ‘cara’, entre a Avenida Fernando Corrêa da Costa até a Avenida Mato Grosso. Outras vias da região central também passarão por intervenções.