Os deputados estaduais Herculano Borges (Republicanos), Marçal Filho (PP), Paulo Duarte (PSB) e Evander Vendramini (PP) não foram reeleitos neste domingo (2) para a Alems (Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul).

Os parlamentares deixam quatro das sete vagas a serem renovadas na Casa. As outras três são do candidato Capitão Contar (PRTB), que disputa o 2º turno ao Governo do Estado, Barbosinha (PP), que disputa como vice de Eduardo Riedel (PSDB), que segue no 2º turno das eleições junto com Contar.

Além deles, Felipe Orro (PSD) desistiu de tentar reeleição para apoiar a candidatura da esposa, Viviane Orro, como vice de Marquinhos Trad (PSD) ao Governo do Estado. No entanto, o candidato terminou o primeiro turno das eleições em 6º lugar.

Votos

Marçal Filho é o primeiro da lista de suplentes. Do PP, o parlamentar teve 24.758 votos, mais que o 15º eleito, Antônio Vaz, do Republicanos, com 19.395 votos. Em seguida, vem Herculano Borges, primeiro suplente do Republicanos, com 17.789 votos, mais do que o 17º eleito, Renato Câmara (MDB), com 17.756 votos.

Evander Vendramini é o segundo suplente do PP, com 8.433 votos. Paulo Duarte (PSB) teve 16.663 votos, mas não foi eleito e nem está na lista de suplentes. O parlamentar teve mais votos que o 20º deputado eleito, Márcio Fernandes (MDB), com 16.111 votos.

Lista de deputados estaduais eleitos em Mato Grosso do Sul em 2022

  • Mara Caseiro (PSDB) — 49.512
  • Paulo Corrêa (PSDB) — 49.184
  • Zeca do PT — 47.193
  • Jamilson Name (PSDB) — 43.435
  • Zé Teixeira (PSDB) — 39.329
  • Lídio Lopes (Patriota) — 32.412
  • Pedro Caravina (PSDB) — 31.952
  • Coronel David (PL) — 31.480
  • Pedro Kemp (PT) — 27.969
  • Lucas de Lima (PDT) — 26.575
  • Junior Mochi (MDB) — 26.108
  • João Henrique Catan (PL) — 25.914
  • Gerson Claro (PP) — 25.839
  • Londres Machado (PP) — 25.691
  • Antonio Vaz (Republicanos) — 19.395
  • Rafael Tavares (PRTB) — 18.224
  • Renato Câmara (MDB) — 17.756
  • Amarildo Cruz (PT) — 17.249
  • Neno Razuk (PL) — 17.023
  • Marcio Fernandes (MDB) — 16.111
  • Pedro Pedrossian Neto (PSD) — 15.994
  • Lia Nogueira (PSDB) — 15.155
  • Roberto Hashioka (União) — 13.662
  • Rinaldo Modesto (Podemos) — 12.800