O de Mirele Conceição de Oliveira, de 35 anos, suspeito de matá-la a golpes de facão, alegou que o motivo do crime teria sido por uma dívida sobre compra de uma motocicleta. O homem se entregou à polícia nessa terça-feira (24), em Aparecida do Taboado, onde o feminicídio aconteceu.

A delegada Cecília Fleury, responsável pelo caso, afirmou o motivo contado pelo suspeito, mas ressaltou que a investigação ainda será mais aprofundada. “A motivação que ele alega é em relação a uma dívida de uma compra de uma moto em que a vítima não queria pagá-la. Em relação a essa informação ainda deveremos aprofundar, mas até então o inquérito segue sendo como feminicídio”.

Ainda de acordo com a delegada, as diligências e o inquérito devem se encerrar ainda nesta semana. O suspeito segue preso na da cidade.

Suspeito se entregou à polícia após 30 dias do feminicídio

O ex-marido se entregou nessa terça-feira (24), na delegacia de Aparecida do Taboado, 30 dias após o feminicídio. O delegado Vitor Giacomini disse que foi feita uma negociação entre o advogado do acusado para que pudesse se entregar de forma segura, já que o autor estaria temeroso por sua segurança. 

Ele foi ouvido para esclarecer os fatos e deverá ser encaminhado para uma penitenciária, segundo o site local JP News. 

O crime

Na noite do sábado, dia 23 de setembro, Mirele voltava para casa de moto quando o autor começou a perseguir a vítima. Ele também estava em uma motocicleta, bateu na moto de Mireli provocando um acidente, e a esfaqueou.

Para o crime, ele utilizou um facão e atingiu golpes nos braços, pescoço e dedos de Mirele. A vítima foi encontrada já sem vida, perto de casa. Ele responderá pelo crime de feminicídio.

Saiba Mais