O de Mirele Conceição de Oliveira, de 35 anos, acusado de matá-la a golpes de facão, se entregou à polícia após 30 dias do crime que aconteceu em Aparecida do Taboado, a 457 quilômetros de Campo Grande. Mirele foi ameaçada e perseguida antes de ser assassinada.

O delegado Vitor Giacomini disse que foi feita uma negociação entre o advogado do acusado para que pudesse se entregar de forma segura, já que o autor estaria temeroso por sua segurança. Nesta terça-feira (24), ele acabou se entregando junto de seu advogado.

De acordo com informações passadas para o site local JP News, o acusado foi ouvido para esclarecer os fatos e deverá ser encaminhado para uma penitenciária. Testemunhas e o autor já foram ouvidos, segundo o delegado Giacomini.

O casal teve um relacionamento de três meses, há 6 anos. Há um ano, autor e vítima reataram e, recentemente, o homem começou a ameaçar Mireli por mensagens no WhatsApp.

A noite do crime

Na noite do sábado, dia 23 de setembro, Mirele voltava para casa de moto quando o autor começou a perseguir a vítima. Ele também estava em uma motocicleta, bateu na moto de Mireli provocando um acidente, e a esfaqueou.

Para o crime, ele utilizou um facão e atingiu golpes nos braços, pescoço e dedos de Mirele. A vítima foi encontrada já sem vida, perto de casa. Ele responderá pelo crime de feminicídio.

Saiba Mais