Óscar Daniel Olmedo González, ex-diretor da Penitenciária Nacional de Tacumbú, em Assunção, no Paraguai, país vizinho de Mato Grosso do Sul, foi assassinado a tiros, no início da tarde deste domingo (19). As informações são do site ABC Color.

Segundo o portal, o crime aconteceu por volta das 13h, na Rua Projetada, no bairro Obrero de Assunção. O comissário Daniel Careaga, diretor da Polícia do país, disse que o pistoleiro chegou na residência em uma motocicleta, invadiu a casa pelo portão principal, foi até a churrasqueira, onde estava o ex-servidor, e disparou três vezes contra ele.

O assassinato ainda aconteceu na casa do pai da vítima, que presenciou o ataque e viu o criminosos fugir em uma moto, conduzida por um comparsa que estava aguardando na rua.

González foi levado para o Hospital de Trauma pela família, mas chegou sem vida na unidade.

Investigação

O comissário informou ao jornal que há muitas câmeras de sgurança na região e que serão investigadas. Até o momento, não se sabe se a vítima recebeu ameaças recentes.

O ex-servidor foi demitido em novembro de 2020, depois que um laboratório de processamento de drogas foi descoberto, no meio de uma prisão.

Detentos assassinados

Em fevereiro de 2021, o presídio em que a vítima atuava registrou episódio de insegurança e brutalidade, onde sete mortes após motins em um dos pavilhões de Tacumbú, incluindo decapitações de detentos. O Ministério da Justiça do Paraguai chegou a emitir alerta máximo em novos confrontos durante prisões.