Marido é preso por manter esposa acorrentada pelo pescoço em celeiro na China

Segundo informações, a mulher de 55 anos, foi vendida várias vezes, uma delas em 1998
| 23/02/2022
- 21:57
Resgate da mulher acorrentada em um celeiro
Resgate da mulher acorrentada em um celeiro - Divulgação

Autoridades chinesas anunciaram nesta quarta-feira (23) que três pessoas foram presas por manter uma mulher de 55 anos, acorrentada em uma fazenda. Conforme a apuração da reportagem, o marido da vítima estaria envolvido no caso.

Segundo informações, a mulher, de 55 anos, foi vendida várias vezes, uma delas em 1998, por 5.000 iuanes (793 dólares, a preços atuais), após ser sequestrada em Yunnan, a cerca de 2.000 km de onde foi descoberta.

A mulher sofre de esquizofrenia e no momento da sua soltura onde ela estava acorrentada pelo pescoço dentro de um celeiro, os responsáveis pelo afirmam que ela estava em grande sofrimento psicológico. Ela foi encaminhada imediatamente para o hospital.

No site Sapo Brasil, eles destacam que as autoridades descartaram a possibilidade de o caso estar relacionado com tráfico de pessoas, apesar de ser comum no país onde principalmente as mulheres casadas são consideradas raras. O site também explica que a política do filho único levou a uma escassez de mulheres, devido à preferência tradicional por filhos homens. Esse desequilíbrio levou a um grande número de sequestros de mulheres jovens, casadas à força em aldeias, onde os homens são muito numerosos.

Dong, seu marido foi detido nesta terça-feira (22), com outras duas pessoas acusadas de tráfico humano. Além disso, outros seis suspeitos estão sob investigação por envolvimento no crime

Veja também

Os níveis de anticorpos neutralizantes aumentaram de 13,5 a 19,6 vezes mais do que a vacina atual disponível

Últimas notícias