O selo foi vendido a um britânico não identificado

O selo de uma encomenda destinada a um funcionário a bordo do Titanic foi vendida em um leilão por mais de 3 mil libras (cerca de R$ 15 mil). O pacote estava endereçado a “Marconi Operator, RMS Titanic” e foi carimbado no dia 11 de abril de 1912 ─ um dia depois de o transatlântico ter deixado a cidade de Southampton, na Inglaterra, rumo a Nova York, nos Estados Unidos.

O conteúdo da encomenda original ─ nunca entregue ─ não é conhecido. Um porta-voz da casa de leilões afirmou que havia muito interesse no que chamou de “peça histórica”.

O selo foi vendido a um britânico não identificado que fez um lance de 3,1 mil libras (cerca de R$ 15 mil) pela internet. Os preços começaram em 500 libras (R$ 2,4 mil) e o leilão foi realizado em Fernhurst, no sudeste da Inglaterra.

A encomenda foi enviada pela empresa Marconi Wireless Telegraph Company ao operador de rádio a bordo do navio. O porta-voz da casa de leilões disse que o item atraía o interesse tanto de fãs do Titanic quanto da Marconi, uma antiga empresa britânica de telecomunicações e engenharia. “É um resultado que nos agrada ─ há uma estória por trás do item, a única coisa que não sabemos é o que havia dentro da encomenda”.

No lote do selo, ainda havia fotografias do operador da Marconi, Alec Bagot, e o equipamento de telégrafos de um navio-irmã do Titanic, RMS Olympic. O selo havia sido dado à mãe do operador, que o recebeu de um funcionário do Olympic.