Bruno de Luca voltou a ser um dos assuntos mais comentados depois que a denúncia do Ministério Público do foi acatada pela Justiça, indiciando o apresentador por omissão de socorro a Kayky Brito.

A defesa do apresentador não perdeu tempo e divulgou uma nota assinada pelo Rodrigo Brocchi, que tira completamente a responsabilidade colocada na conta de De Luca. “Mas o Bruno De Luca não cometeu o crime de omissão de socorro. Além disso, não há crime de omissão de socorro se qualquer pessoa que esteja próxima ao acidente preste assistência à vítima”, começou ele em sua resposta ao portal Metrópoles.

Na sequência, o advogado ressalta que o apresentador não tinha obrigações naquela situação e isentou o cliente da culpa. “Ele não foi o causador do acidente, que tem obrigação específica de prestar socorro, como de fato o fez, bem como não exerce qualquer função que lhe traga a obrigação legal de prestar socorro independe de terceiros já o terem feito”, continuou ele.

Rodrigo ainda aproveitou para comparar a atitude de Bruno aos demais que estavam no local, condição que coloca seu cliente como inocente no caso. “e assim fosse, todos os presentes que não tenham sido a pessoa a telefonar para os bombeiros, teriam praticado omissão de socorro”, finalizou ele.

Amigos?

Apesar dos burburinhos sobre um rompimento na amizade dos artistas, uma conversa entre eles veio à tona. Segundo a Mariana Morais, do Correio Braziliense, a relação entre Kayky Brito e Bruno de Luca está longe de uma crise por conta da suspeita de omissão de socorro.

Uma fonte conversou com a colunista e revelou que os dois já até marcaram para se encontrar. “Kayky enviou áudios, reforçou o amor que tem pelo seu amigo de tantos anos. Ele convidou o Bruno para um encontro em uma das sessões de fisioterapia para conversarem. Estão se falando para acontecer [o encontro] nos próximos dias”, afirmou.

Entenda o caso

Saiba Mais