Só de lembrar de um caso de maus-tratos a animais que virou notícia esta semana em Campo Grande, Sofia Laura Blanco chora sem entender como alguém seria capaz de tanta crueldade. Protetora dos animais, ela faz justamente o oposto contribuindo financeiramente com organizações que abraçam a causa animal e mantendo um “hotelzinho” para gatos em frente à própria casa.

A casa de gatos é atração no bairro onde ela mora. Além dos gatos de rua, os dos vizinhos também aproveitam a ração, água, sombra e o conforto das caminhas de espuma que Laura, como é mais conhecida a protetora, proporciona aos animais na estrutura improvisada.

Foi um mestre de obras quem deu a ideia de usar um tronco para suspender a casinha, de forma que ficasse longe do alcance dos cachorros e atendesse à preferência dos felinos por altura. Laura pediu e ele fez tudo sem cobrar. “O Alisson, esse mestre de obras, reformou a frente aqui de casa e desde o primeiro dia do trabalho dele eu falava da ideia dessa casinha. Ficou melhor do que eu imaginava”, conta.

Gatinho de rua curtindo o espaço

A estrutura é resistente e não molha. A moradora comprou uma telha para garantir que também servisse de abrigo à chuva aos bichanos. “Mesmo nesses dias de chuvarada, pode ver que as camas e a ração ficam secas”, mostra.

Os principais “hóspedes” têm nomes: Flor, Juca, Maria Teodora, Fofão, Guga e Argos. Fora eles, Laura cuida de três cachorros e três gatos dentro de casa.

Castrações

Sabendo que a castração é uma medida para prolongar a vida dos animais domésticos e controlar sua população, Laura providenciou a de mais de 20 gatos. Ela tira do próprio bolso para pagar a conta na clínica veterinária.

Vizinho da protetora é parceiro no trato dos bichos e está com outro “hotel” quase concluído

E olha que, há pouco tempo, ela nem gostava de gatos. “Eu era só ‘cachorreira’, mas aí apareceu o primeiro gato e eu ajudei. Quando vi já estava comprando ração, sachê e ele estava dormindo na minha cama e eu o adotei. Virou o amor da minha vida”, diz.

Laura se emociona ao falar de maus-tratos e do sonho de ter um abrigo

Enquanto não consegue realizar o sonho da infância de montar um abrigo para animais de rua, ela afirma que vai continuar fazendo o que puder para cuidar dos bichinhos da rua.