Após uma semana agitada, com desfiles de estilistas regionais e nacionais na MSFW (Mato Grosso do Sul Fashion Week), em Campo Grande, o fim de semana chega com uma extensa programação.

Festival de cultura japonesa

Após dois anos de pausa, o maior festival de cultura japonesa do Estado está de volta. A abertura oficial será no sábado (19), porém, a partir desta sexta-feira (18), ocorre o “Seminário Internacional – Mato Grosso do Sul e Japão – Conectando Novos Caminhos”, no auditório do Bioparque Pantanal.

A programação, no entanto, se estende até domingo (20), na AECNB (Associação Esportiva e Cultural Nipo Brasileira) de Campo Grande, recebendo o público de forma gratuita com shows musicais, atrações culturais, workshops, atividades para todas as idades e o momento muito aguardado, que é a escolha da Miss Nikkey MS.

Samba e música eletrônica

Na noite de sábado (19), ocorrerá também o 2° Samba & Pagode Coisa de Preto, na Rua Barão de Limeira, n° 1750, bairro Pioneiros. Mas, se o seu negócio não é samba e sim música eletrônica, também tem algo que pode te interessar.

A capital sul-mato-grossense foi a escolhida para o We Feel, um evento para quem curte a adrenalina da música eletrônica. A segunda edição do evento vai ocorrer no sábado (19). Mais informações no site https://eletrovibez.com/eventos/we-feel/.

Festival de rock

A partir desta sexta (18) e até domingo (20), também ocorre o Festival Augusta 11 anos – o Rock Salva, na Garagi Eventos. O evento é promovido pela loja Augusta que ressalta a luta para mantar a “chama do rock acesa”, desde 2011, em Campo Grande.

Rap nos bairros e evento comemorativo ao Dia da Consciência Negra

Dois bairros da região norte de Campo Grande – Vila Nasser e Jardim Anache – vão sediar eventos em celebração do Dia da Consciência Negra. Um deles é o Festival Expressão de Rua, que chega na 6ª edição e levará atrações do rap, rock, samba, além de intervenções de grafite, circo, teatro, entre outras expressões artísticas.

Segundo a organização, o objetivo é “disseminar e proporcionar o acesso aos movimentos artísticos urbanos para quem, muitas vezes, não tem a oportunidade de sair da periferia para chegar aos bairros centrais e circular em eventos como este”.

Sábado: Atrações começam a partir das 14 horas, no Centro Comunitário do Jardim Anache e haverá exibições de obras audiovisuais, feitas com recursos da Lei Aldir Blanc pelo cineclube Transcine, Dj Rambo, Palhaço Sorryso, Nação Hip-hop Brasil MS, Engenheiro Edson e microfone aberto para artistas que queiram se apresentar.

Domingo: Logo cedo, o festival já começa em parceria com o campeonato Veteranos do Futebol, que faz parte do circuito Terrão de futebol amador. Às 12 horas, haverá roda de samba com feijoada e das 15h às 23h acontecem shows com mais de 20 grupos de hip hop, rock e samba, como Engenheiro Edson, Rapper Amém, Nalkimia, Versus 67, A Insana Corte, entre diversos outros. Ainda haverá grafite ao vivo com Marilena Grolli, San Martinez, Erika Pedraza, circo com palhaço Sorriso, teatro e muito mais.

Uma noite épica

Foto: Divulgação

Após 8 anos, o MS Blues Festival retorna com seis shows neste sábado (19). Dentre as atrações está um dos maiores nomes do blues internacional, Breezy Rodio, direto de Chicago (EUA).

De acordo com a organização da 11ª edição do MS Blues Festival, esta será uma noite totalmente dedicada ao blues, no Sunset Growler Station, nos altos da Avenida Afonso Pena, nº 5668. Os ingressos são limitados e já estão no segundo lote, por R$ 45, no site sympla.

A partir das 18h, iniciam os seis shows programados para o festival. Quem abre a série de apresentações são os donos da festa, Whisky de Segunda.

“Nós realizamos todas as edições anteriores. Voltar a fazer o festival após o último que foi em 2014 é muito significativo. Pensamos muito a respeito, mas a vontade de fazer as coisas acontecerem aqui é maior do que tudo”, explica o guitarrista Jefferson Pasa.

Programação

A partir das 19h45, sobe ao palco a banda de blues campo-grandense Pé de Garrafa, seguidos por Méri Oliveira, conhecida como a voz da Big Mama Blues. Vale acrescentar que durante as apresentações, o gaitista mais famoso do Centro-Oeste, Rick Bergamo, fará suas participações especiais, com o som e energia frenética da sua gaita, que não deixa ninguém parado.

O festival segue com duas bandas de Mato Grosso. Direto de Cuiabá, sobem ao palco Allan House e Silver Guy. Eles são conhecidos no cenário pelo som delta blues mais real e o blues de Chicago, com uma pegada mais contemporânea.

Quem encerra a festa é a atração internacional, Breezy Rodio, direto de Chicago (EUA). “Estarei levando meu álbum novo e mal posso esperar para encontrar com vocês”, disse o músico que já é conhecido na Capital por sempre dar sold out nas casas de shows quando traz seu blues. Mais informações: (67) 9 9628-3989 e (67) 9 9233-6151