Dia do Café: conheça a história da artista que usa o café em suas obras de arte

Exposição de Hyali Barros fica até dia 31 no Fran´s Café
| 24/05/2015
- 13:15
Dia do Café: conheça a história da artista que usa o café em suas obras de arte

Exposição de Hyali Barros fica até dia 31 no Fran´s Café

Expresso, com adicional de leite, chocolate, sorvete ou como alguns preferem, cappuccino. Mesmo com tantas variações existentes, uma coisa é inegável: o café já se tornou item indispensável no dia-a-dia dos brasileiros. Seja como acompanhamento da primeira refeição do dia ou em uma roda de conversa entre amigos; o bom e velho ‘pretinho básico’ caiu no gosto do popular.

Neste domingo (24) é comemorado o Dia Nacional da bebida que tanto agrada o paladar de pessoas no mundo inteiro: o café. O MidiaMais, saiu às ruas de Campo Grande para saber se aqui na Capital existem amantes declarados do sabor todo particular que tem o café.

Sem ter que procurar por muito tempo, nossa primeira entrevistada degustava uma xícara de café expresso. É o preferido da professora universitária Eva Faustino, de 47 anos. Ela conta que o forte calor, típico de Campo Grande, não é impedimento para que ela saboreie as doses diárias do produto. “Não importa a situação, sou uma amante do café”, afirma.

E não é só aos consumidores que o café leva alegria. O empresário Diego Portela, de 34 anos que o diga. Há seis anos e meio, resolveu arriscar e investir suas economias em uma franquia especializada no preparo de diferentes tipos da bebida. A ideia deu tão certo que hoje, a empresa de Diego é ponto de encontro entre os ‘doidos por café’.

“Primeiro pensei em abrir uma livraria, mas conheci em São Paulo uma loja especializada em Café e vi que em Campo Grande não tinha nenhum local semelhante. Hoje, o gosto pelo café se tornou minha fonte de renda”, relata.

Sobre a preferência de seus clientes, Diego pontua: “o preferido das pessoas ainda continua sendo o tradicional café expresso”.

Arte com Café

Especializada em pinturas na técnica de aquarela, a artista plástica Hyali Barros, de 43 anos resolveu inovar. Depois de deixar a odontologia após quase 20 anos exercendo a profissão, Hyali aperfeiçoou seus dotes artísticos e há 15, se dedica exclusivamente à suas obras.

Porém, algo a chamou mais atenção para aperfeiçoar sua técnica: o café. Traços suaves e tonalidades variantes compõem as pinturas de Hyali. A primeira vista, surge a dúvida sobre a tinta utilizada para produzir as linhas que transitam entre o marrom muito escuro, quase preto e,  à cor tão clara que se confunde com o amarelo.

Após a explicação da técnica e uma segunda observação, desta vez mais atenta, é possível analisar claramente a presença do café nas telas expostas.

A artista conta que a nova técnica, embora não seja sua criação, se tornou o carro chefe de seus trabalhos. “O trabalho com o café chama a atenção e desperta a curiosidade nas pessoas, por esse motivo, essas obras se tornaram referência entre as minhas produções”, afirma.

Nascida em Minas Gerais, Hyali não nega suas origens ao se referir à bebida que também é parte de seu trabalho. “Como boa mineira que sou amo café. O único problema é quando estou produzindo e acabo confundindo as xícaras onde estão o meu café e o café que utilizo pra pintar. Sempre vai um pincel na xícara errada”, brinca.

A exposição Cor Café de Hyali Barros ficará até o dia 31 de Maio na cafeteria Fran´s Café, localizada na Rua Marechal Rondon, 2453 (Esquina com a Rua 13 de Junho).

 O atendimento é de segunda-feira a quinta-feira, de 7h30 às 23 horas, sexta-feira e sábado, 24 horas e domingo até à meia noite. A entrada é gratuita.

Veja também

Últimas notícias