O Campeonato de Futebol Feminino do Mato Grosso do Sul começou no dia 16 de setembro e divulgou investimento estadual de R$245 mil para viabilizar os jogos em todo o estado. A entrada para as disputas do primeiro chaveamento será gratuita ou pela internet com o código bônus bet 365.

A primeira partida aconteceu em Campo Grande com os times Portuguesa e Comercial, seguidos de Corumbaense e Sociedade Esportiva Indígena Terena (Seinter) na cidade de Corumbá. Atualmente, seis equipes disputam o título estadual.

Vale mencionar que o time Portuguesa estava afastado há mais de 5 anos dos campeonatos, justamente pela falta de incentivos e recursos para manter a equipe. Agora, volta a disputar com profissionais e visa aumentar a visibilidade do esporte feminino. Se passaram da fase de retorno, enfrentarão nove rodadas.

Na Chave A, os torcedores acompanham a equipe Operário Futebol Clube, Seinter e Corumbaense Futebol Clube. Enquanto isso, na Chave B temos Clube Atlético Pinheiros, Associação Atlética Portuguesa e Esporte Clube Comercial, todos da capital.

A disputa seguirá o regulamento da Federação de Futebol de Mato Grosso do Sul (FFMS), com primeira fase de grupos, somando as pontuações para avançar para o próximo turno. Dessa forma, todas as jogadoras terão a oportunidade de marcar gols e se classificar para a semifinal em uma única partida. A final está prevista para 11 de novembro.

Quem conseguir o troféu estadual irá representar o Mato Grosso do Sul no Campeonato Brasileiro de Futebol Feminino na Série A3 em 2024, sendo o Operário o atual campeão.

Investimento viabiliza Campeonato de Futebol Feminino do Mato Grosso do Sul

O Campeonato de Futebol Feminino do Mato Grosso do Sul só aconteceu por conta dos recursos do Fundo de Investimentos Esportivos (FIE), um programa que disponibiliza valores para eventos e patrocínios.

Com o valor de R$245 mil, as seis equipes também conseguiram custear seus materiais, como uniformes e viagens dos membros da comissão técnica até as cidades de disputa.

Além disso, o Estado também se responsabilizou pelas despesas da competição, como taxa de arbitragem, hospedagem e alimentação dos técnicos, bem como compra de instrumentos a serem utilizados nas transmissões.

Com a visibilidade, os times do Campeonato de Futebol Feminino do Mato Grosso do Sul também conseguirão atrair investimentos privados, como empresários e companhias do meio que apostam no potencial das jogadoras.

A Secretaria de Estado de Turismo, Esporte, Cultura e Cidadania de MS (SETESCC) está apoiando a realização dos eventos, e tornou as entradas gratuitas para incentivar a adesão dos cidadãos.

Torcedores podem acompanhar pela internet

Enquanto isso, os torcedores também poderão acompanhar o Campeonato de Futebol Feminino do Mato Grosso do Sul pela internet caso não sejam do estado ou estejam impossibilitados de comparecer presencialmente.

Diversos portais regionais, como o G1 Esportes, irão transmitir as partidas e atualizar o placar de jogos. Os resultados sairão em jornais locais e serão publicados nas redes sociais oficiais de cada equipe.

Por conta do investimento limitado, não se sabe quais disputas serão transmitidas pela televisão em canais fechados e locais. No entanto, a internet conta com a possibilidade de acompanhar cada jogo nos navegadores.

A maioria das plataformas permite acesso gratuitamente, sem exigir pagamento para os usuários. No entanto, pode ser necessário realizar um login e cadastrar o perfil antes de conseguir conferir as transmissões.Nesse caso, basta o torcedor inserir um endereço de e-mail válido e cadastrar uma senha para conseguir autorização. O calendário com todas as rodadas está disponível online, e os participantes são bem-vindos para apoiar o futebol feminino em ambas as cidades, seja do time visitante ou aquele que joga em casa.

Saiba Mais