Ex-secretário de Saúde abandona cargo de médico e é demitido da prefeitura de Dourados

Renato Oliveira Garcez Vidigal é condenado pela Justiça por corrupção
| 06/05/2022
- 05:59
Ex-secretário de Saúde abandona cargo de médico e é demitido da prefeitura de Dourados
Exoneração foi publicada no Diário Oficial (Foto: Reprodução/Redes sociais)

O médico Renato Oliveira Garcez Vidigal, ex-secretário municipal de na gestão de Délia Razuk (sem partido), foi demitido do cargo efetivo que ocupava na prefeitura de Dourados, cidade distante 225 quilômetros de Campo Grande.

A exoneração de Vidigal do cargo de médico classe A, nível 001, foi publicada em Diário Oficial nesta quinta-feira (5) em ato assinado pelo prefeito Alan Guedes (PP), conforme decreto número 634, em decorrência de processo administrativo disciplinar.

O ex-secretário municipal de Saúde de Saúde de Délia, função que exerceu por dois anos, chegou a cumprir na PED (Penitenciária Estadual de Dourados). Ele foi investigado em inquérito aberto pelo MPF (Ministério Público Federal), em decorrência da Operação Purificação, da Polícia Federal, por desvio de pelo menos meio milhão de reais da saúde pública de Dourados.

Vidigal foi condenado a 11 anos, 8 meses e 2 dias por estelionato majorado, crimes da Lei de licitações e por promoção, constituição, financiamento e integração de organização criminosa. A sentença foi assinada pelo juiz da 1ª Vara Federal de Dourados, Rubens Petrucci Júnior.

Na mesma sentença assinada pelo magistrado Petrucci Júnior, Renato Oliveira Garcez Vidigal também foi condenado a pagar R$ 532.000,00 referente aos recursos comprovadamente desviados dos cofres do município.

Veja também

Aumento foi apurado conforme inflação do mês de maio

Últimas notícias