Exames de dengue, zika e chikungunya vão de R$ 40 a R$ 2,1 mil na Capital

Zika Vírus é o responsável pelos maiores preços
| 15/02/2016
- 20:46
Exames de dengue, zika e chikungunya vão de R$ 40 a R$ 2,1 mil na Capital

 Vírus é o responsável pelos maiores preços

A rede pública de saúde não é a única alternativa para quem está com suspeita de , chikungunya ou Zika Vírus. Vários laboratórios particulares de Campo Grande já realizam os exames, o problema é que o preço pode não ser tão acessível assim e o resultado um pouco mais demorado do que se deseja.

A reportagem do Jornal Midiamax entrou em contato com cinco empresas da Capital. Laboratório Multilab, Pró Diagnose Laboratório de Analises Clínicas, Laboratório Hemoclin, Laboratório de Análise Clínicas Oswaldo Cruz e Ultramedical Centro de Diagnósticos em Medicina. O exame de dengue já está disponível em todas, já o do chikungunya em apenas duas e o de zika em três.

Os testes para diagnosticar zika são os mais caros. O preço variou de R$ 600 no Multilab á R$ 2,1 mil na Ultramedical. O Oswaldo Cruz também oferece o serviço por R$ 680. O resultado sai entre 8 e 20 dias, dependendo da instituição. No Multilab, por exemplo, o diagnóstico fica pronto em dez dias, mas segundo o gerente técnico do laboratório, João Batista Costa Neto, de 36 anos, em 15 dias um novo método, exportado do Canadá, vai possibilitar que o resultado saia em duas horas e deve custar R$ 300.

Ainda segundo técnico, até 10 de dezembro o exame custava R$ 2 mil, mas o preço precisou ser readequado conforme a demanda. “A procura aumentou em 500% de dezembro para janeiro, porque antes eram mais as gestantes, mas agora, por causa das incertezas das consequências da doença, temos feito de recém-nascidos à idosos”, disse.

João também mencionou que quando existe a suspeita de que a zika tenha evoluído para a síndrome de Guillain Barre, que já foi identificada como uma das complicações do vírus, a confirmação sai em no máximo duas horas.

No Oswaldo Cruz o resultado sai em oito dias e na Ultramedical em até 20 dias. O método de análise é por meio de amostras do sangue e urina, onde se busca o material genético do vírus DCR.

Em segundo lugar, apertando o bolso dos campo-grandenses, aparecem os testes da Febre Chikungunya. O valor variou de R$ 130 a R$ 600. O Multilab foi o que apresentou o menor valor. O resultado fica pronto em duas horas e a recomendação é de que seja feito a partir do 7º dia de sintomas.

Exames de dengue, zika e chikungunya vão de R$ 40 a R$ 2,1 mil na CapitalNa Ultramedical são dois valores, o primeiro custa R$ 408 e fica pronto em até 10 dias, o segundo custa R$ 600 e o resultado demora oito dias. “A diferença de preços é devido ao tempo de exposição do paciente ao vírus, quanto mais tempo demorar, mais difícil se torna o diagnóstico, portanto mais caro o exame”, justificou a atende Ana Cláudia.

Os testes de dengue já estão mais acessíveis e inclusos em quase todos os planos de saúde. Caso o paciente não possua nenhum, pode pagar de R$ 40 até R$ 160, dependendo do local. No Laboratório Multilab o exame tipo NS1, que diagnostica a doença até os cinco primeiros dias, a partir do início dos sintomas, custa R$ 40. Já o tipo IgG e IgM, que consegue encontrar o vírus, mesmo depois de 6º dia, sai por R$ 80. O resultado fica pronto em duas horas.

No Oswaldo Cruz o IgG e IgM sai mais barato que o NS1. O primeiro custa R$ 60 e o segundo R$ 100. O resultados dos dois fica pronto no mesmo dia.

A Pro Diagnose, a Hemoclin e a Ultramedical realizam apenas o exame tipo IgG e IgM, e o resultado demora de três a quatro dias para ficar pronto nos dois primeiros laboratórios e em dois dias no último. A Pró Diangnose cobra R$ 50 pelo exame. Na Hemoclin o valor é R$ 130 particular e R$ 100 para os conveniados da Pax. Na Ultramedical o valor é de R$ 168.

Veja também

“Hoje, o sobrinho de um ano se afogou na piscina. Foi tudo tão rápido! Quando...

Últimas notícias