O Governo de fechou contrato com o BID (Banco Interamericano de Desenvolvimento). Assim, o Estado estima R$ 1 bilhão em parceria com investimentos para o setor da saúde.

A parceria foi anunciada durante o Brasil Investment Forum, que acontece no Palácio do Itamaraty. Segundo o governador (PSDB), o “escritório de parcerias estratégicas tem a missão de trabalhar duro nos estudos técnicos, alinhados ao que existe de mais atual no setor”.

O Banco Interamericano foi contratado para elaborar estudos e desenvolver um projeto que atenda às necessidades do Estado. Então, ficará responsável pelo “desenho e modelagem do projeto de PPP [Parceria Público-Privada] serão construídos a partir desse levantamento”.

Os trabalhos buscam atender a demanda reprimida de atenção de média e alta complexidade. Para isso, usarão como base os parâmetros de qualidade de serviço baseados nas melhores práticas na de serviços de saúde.

O presidente do BID, Ilan Goldfajn, disse que a parceria deve dar destaque para MS no “cenário nacional e internacional como símbolo de inovação, responsabilidade fiscal, sustentabilidade social e ambiental e eficiência na aplicação de recursos públicos”.