Nesta quinta-feira (26), governadores debateram as pautas que irão apresentar ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). Além disso, conversaram sobre as perdas na arrecadação do ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços).

O governador de Mato Grosso do Sul, Eduardo Riedel (PSDB), participa da reunião, que acontece em Brasília. Então, conforme o Diário do Poder, os gestores estaduais debateram os efeitos da limitação da arrecadação do ICMS.

Isso porque desde 2022 as leis complementares nº 192 e nº 194 limitaram a arrecadação do imposto sobre combustíveis, serviços de comunicação, transporte público e energia.

Riedel encontra Lula

O governador de Mato Grosso do Sul, Eduardo Riedel, embarcou na manhã desta quinta-feira (26) para Brasília (DF) para participar da reunião do Fórum de Governadores com o presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva (PT). Mais cedo, ele participou da cerimônia de passagem de comando do Corpo de Bombeiros.

“Vamos discutir a questão tributária e fiscal, que é comum a todos os estados. Temos ações correndo no STF [Supremo Tribunal Federal] e a reforma tributária”, destacou.

Assim, voltou a citar assuntos prioritários que serão tratados no encontro com Lula. “Precisamos discutir com o presidente a duplicação da BR-262, as malhas ferroviárias, a situação da UFN3 [Unidade de Fertilizantes Nitrogenados-III] e o acesso à ponte da Rota Bioceânica”, elencou.