Pré-candidatos já podem fazer propaganda dentro dos partidos para disputa das Eleições 2022

| 07/07/2022
- 09:16
entidades Fundo Eleitoral TSE
Prédio do Tribunal Superior Eleitoral (Foto: Divulgação / TSE). - (Agência Brasil/Marcelo Camargo)

Pré-candidatos já estão autorizados a realizar propaganda intrapartidária. Ou seja, de acordo com o TSE (Tribunal Superior Eleitoral), já podem fazer propaganda interna, dentro dos partidos, para que sejam escolhidos nas convenções para disputar o cargo eletivo almejado.

Contudo, a corte ressalta que esse tipo de publicidade só pode ocorrer no período de 15 dias que antecede a convenção da agremiação política. Segundo o calendário das Eleições 2022, as convenções partidárias podem ser realizadas de 20 de julho a 5 de agosto deste ano, no formato presencial, virtual ou híbrido.

Neste caso, é permitido ao postulante à candidatura realizar propaganda intrapartidária com o objetivo de promover seu nome para a escolha no encontro da legenda. No entanto, é proibido realizar propaganda intrapartidária com o uso de rádio, televisão e outdoor. Segundo a legislação, a propaganda interna deverá ser removida imediatamente após a realização da convenção da sigla. 

Convenção

Após a escolha de seus nomes, os partidos poderão solicitar o registro das candidaturas perante a Eleitoral. A federação de partidos registrada no TSE também está habilitada a participar das eleições, sendo que, neste caso, as convenções deverão ocorrer de forma unificada, como a de uma única agremiação.

As regras para a escolha e o registro de candidatos estão fixadas na Resolução TSE nº 23.609/2019, com as alterações promovidas pela Resolução TSE nº 23.675/2021, aprovada pelo Plenário da Corte Eleitoral em dezembro do ano passado.

Veja também

Últimas notícias