Manifesto Nacional pela Democracia tem assinatura de 4 conselheiros do TCE-MS

Com mais de 3 mil assinaturas, menos de 10 autoridades de MS participam do manifesto
| 27/07/2022
- 14:23
manifesto TCE-MS
Fachada central do TCE-MS. Foto: Ascom TCE-MS

O Manifesto Nacional pela Democracia reuniu mais de 3 mil assinaturas de autoridades, artistas e empresários brasileiros que defendem o Estado Democrático de Direito. Dentre os nomes, quatro são de conselheiros do TCE-MS (Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso do Sul).

Organizado pela de Direito da USP (Universidade de São Paulo), 3.069 pessoas assinaram o manifesto, que relata ataques à democracia. Assim, o documento defende a democracia, a Justiça Eleitoral e as urnas eletrônicas.

“Ataques infundados e desacompanhados de provas questionam a lisura do processo eleitoral e o Estado Democrático de Direito tão duramente conquistado pela sociedade brasileira”, afirma o manifesto.

Sem citar, o documento refere-se ao presidente Jair Bolsonaro (PL) após uma série de ataques à Justiça Eleitoral durante ano eleitoral. “No Brasil atual não há mais espaço para retrocessos autoritários”, pontua o texto.

MS no Manifesto

Os conselheiros sul-mato-grossenses que assinam o documento são: Flávio Kayat, Osmar Domingues Jeronymo, e Waldir Neves. Além deles, assinam também o defensor público Paulo André Defant e o ativista João Pedro Stédile.

Veja também

O Projeto de Lei será votado pelos vereadores nesta quinta-feira

Últimas notícias