Juiz quer manifestação das partes

A Justiça suspendeu ordem para que o piso de concreto construído no canteiro da Avenida Afonso Pena, entre a Treze de Maio e a Rui Barbosa, seja desfeito. O local abrigaria a estátua do poeta Manoel de Barros. A suspensão deve durar 30 dias, prazo estipulado pelo juiz David de Oliveira Gomes Filho para que a Secretaria de Cultura e o IHGMS (Instituto Histórico Geográfico de Mato Grosso do Sul) manifestem se concordam ou não em manter a construção.Justiça suspende retirada de piso feito para abrigar estátua do poeta Manoel de Barros