Depois de transplante pacientes seriam reavaliados 

Pacientes renais crônicos poderão ter direito à aposentadoria com os mesmos direitos legais das pessoas com deficiência. O projeto que prevê esta possibilidade foi aprovado na Comissão de Seguridade Social e Família da Câmara dos Deputados.

“O paciente em diálise necessita deslocar-se diversas vezes por semana para um serviço de saúde, onde permanecerá por várias horas. Tais serviços de saúde, altamente especializados, não estão presentes em todos os municípios, o que implica viagens longas e demoradas, em condições de grande precariedade”, defendeu o deputado federal Geraldo Resende (PSDB), que relatou a matéria nesta comissão.Renais crônicos poderão ser aposentados como pessoas com deficiência

O texto aprovado pelos deputados na Comissão de Seguridade, considera paciente renal crônico aquele que apresenta paralisia total dos rins, com necessidade de hemodiálise e diálise peritoneal.

“Diante de tal situação, não há como desconhecer a propriedade da medida”, defendeu Geraldo. A proposta também estabelece que o paciente que receber transplante renal deverá ser reavaliado para efeito da lei.

Na verdade, a proposta é de autoria da deputada Carmen Zanotto (PSC-SC), relatada na comissão pelo sul-mato-grossense e que ainda precisa ser aprovada em outras duas comissões antes de ser analisada no plenário da Câmara.