Juiz oficializa substituição de Itel por Mil Tec em ação Lama Asfáltica

O mesmo ocorreu em processo da Coffee Break
| 13/12/2016
- 20:36
Juiz oficializa substituição de Itel por Mil Tec em ação Lama Asfáltica

O mesmo ocorreu em processo da Coffee Break

O juiz em substituição legal Marcelo Ivo de Oliveira, atendeu pedido da força-tarefa da Lama Asfáltica e substituiu a extinta pela Mil Tec Tecnologia da Informação na ação civil que investiga contratos daquela empresa com o governo do Estado na gestão de André Puccinelli (PMDB).

De acordo com os promotores Thalys Franklyn de Souza, Tiago Di Giuliu e Cristiane Mourão, com a extinção da Itel e a incorporação à Mil Tec, é necessário que haja substituição dos denunciados.

De acordo com a decisão, “diante do disposto no artigo 1.116 do Código Civil, onde prescreve que, na incorporação, são sucedidos os direitos e obrigações, defiro o pedido formulado pelo Ministério Público de substituição do polo passivo da empresa Itel Informática Ltda, passando a constar em seu lugar a empresa Mil TecTecnologia da Infirmação Ltda que a incorporou”.

No dia 5 de fevereiro a Mil Tec, de propriedade Ricardo Fernandes de Araújo ex-sócio de João Baird, publicou comunicação de incorporação integral à sociedade com a Itel.

Caso – A ação civil foi ajuizada contra a Itel, Puccinelli, Baird, além do ex-secretário de Estado de Fazenda Mario Sérgio Lorenzetto, do ex-adjunto da pasta André Luiz Cance e do ex-superintendente de Gestão da Informação Daniel Nantes Abuchaim.

Conforme a denúncia a Itel embolsou mais de R$ 252.529,996 milhões do Executivo estadual com serviços terceirizados em sua maioria de forma irregular na gestão de Puccinelli.

Entre os fatos apontados pela investigação, está a ligação de Baird com o Governo do Estado que nasceu na década de 1990 e se fortificou nas duas gestões do peemedebista.

Enquanto três companhias supostamente ligadas ao empresário, Itel Informática, Digithobrasil Desenvolvimento de Software e Outsourcing e PSG Tecnologia Aplicada, abocanhavam contratos, o ex-chefe do Executivo e o PMDB conseguiam doações milionárias para financiar campanha eleitoral.

 

Veja também

Últimas notícias