Roberto Botareli participou de protesto contra jurista

A deputada estadual Mara Caseiro (PSDB) apresentou nesta quarta-feira (6) moção de repúdio contra o presidente da Fetems (Federação dos Trabalhadores em Educação de Mato Grosso do Sul), Roberto Botareli, por ele ter protestado contra a advogada Janaina Pachoal no aeroporto de Brasília na última quarta-feira (29). A medida revoltou os deputados do PT.

A moção, que já tem seis assinaturas, deve ser votada nesta quinta-feira (7). Para Mara, Botareli ofendeu a advogada “que está tentando acabar com a corrupção no Brasil. É um absurdo, ainda mais vindo de um educador, de uma liderança que deveria estar defendendo a boa educação. Fazer ofensa como ele fez para a doutora Janaina é inaceitável. Não podemos admitir este tipo de atitude”.

Enquanto fazia o pronunciamento, os deputados do PT se revoltaram com a deputada e a presidência pediu silêncio durante a fala da parlamentar. Cabo Almi comentou na tribuna a moção e disse que o país é democrático.

“O Botareli é uma grande liderança nossa e tem total apoio da nossa bancada petista, assim como o seguimento que ele representa, que é o da educação. Discordo totalmente desta moção, que é uma falta de consideração com ele. Se é para nos acostumarmos com moções de repúdio vamos fazer uma série delas para situações que acompanhamos aqui e discordamos, como o aumento da carga tributária e a taxa de vistoria veicular do Detran”.

 Após a confusão e ao fim da reunião, Pedro Kemp disse estar indignado com a intenção da deputada. “Manifestação é algo livre, então é uma provocação aos movimentos sociais, ao PT e a Federação dos Professores, um despropósito”.