Categoria foi nesta quinta até o Legislativo pedir votação da matéria

A Câmara Municipal de Campo Grande aprovou, nesta quinta-feira (21), projeto que cria a tabela de remuneração de agentes comunitários de saúde e de combate a endemias. Na prática, a proposta garante o pagamento do piso salarial às categorias.

O projeto, de autoria do Executivo, passou com 24 votos favoráveis e apenas um contra. A tabela criada traz oito faixas salariais, em valores que variam de R$ 1.014 a R$ 1.334,35.

Representantes das categorias foram até a Câmara, nesta quinta, pedir a votação da matéria, que tramitava há um mês na casa. Segundo o presidente do (Sindicato dos ), Marcos Tabosa, a Prefeitura já paga atualmente o piso, mas em forma de complemento e, agora, o valor será aplicado na base salarial, garantindo aumento de renda principalmente aos servidores com mais tempo de casa.

Os vereadores também aprovaram emenda ao projeto, garantindo a inclusão dos agentes comunitários de saúde. O Sisem pediu que o adendo fosse rejeitado, por alegar que a Prefeitura não teria como arcar com os custos – não há informações, no entanto, sobre o impacto da nova tabela na folha de vencimentos do funcionalismo municipal.

Saiba Mais