Nova Mesa Diretora da Câmara da Capital terá PMDB e PT juntos

A nova Mesa Diretora da Câmara de Campo Grande, que tomará posse no próximo dia 1º de janeiro, será composta, teoricamente, por vereadores que compõe a base aliado do prefeito (PP) e opositores que pedem sua cassação.

A nova diretoria da Casa, que repetirá presidência e vice-presidência, vereadores Mario Cesar (PMDB) e Flávio César (PTdoB), respectivamente, terá a chegada de ferrenhos opositores do prefeito, como Thais Helena (PT), como 2ª vice-presidente e Paulo Pedra (PDT), como 3º vice-presidente.

Diferente de Alcides Bernal (PP), que enfrentou uma Câmara claramente dividida entre base e oposição, ampla maioria, Olarte começa a ver um legislativo mais unido em torno de si mesmo, uma Casa de Leis mais corporativista.

Completam a direção da Câmara os vereadores Delei Pinheiro (PSD), que permanece na 1ª secretária, Carlão (PSB), 2º secretário e Chocolate (PP), 3º secretário. Destes, apenas o pessebista promete adotar uma postura mais “independente” em 2015 em relação ao prefeito.

No começo deste ano, Thais Helena e Paulo Pedra eram ferrenhos defensores do prefeito cassado, a petista inclusive estava ausente do legislativo e respondia pela pasta da assistência social.

O pedetista que começou a legislatura criticando Bernal se transformou em grande aliado. A entrada dois na Mesa Diretora da Câmara pode significar uma Câmara mais proficiente em seu papel fiscalizador.

A nova composição vai durar até o final desta legislatura, no final de 2016. A sessão solene de posse da Mesa Diretora está marcada para o dia 1º de janeiro de 2015, às 14h na Câmara da Capital.

O evento acontece apenas uma hora antes da posse do governador eleito, Reinaldo Azambuja (PSDB), marcado para as 15h na Assembleia Legislativa. A solenidade dos vereadores não será longa, uma vez que boa parte deles já manifestou a intenção de acompanhar a chegada do tucano ao governo de Mato Grosso do Sul.