Imagens que circulam nas evidenciam o caos que moradores da Rua Assis Ribeiro, em Aquidauana, a 140 km de Campo Grande, enfrentam a cada . No vídeo, que teria sido filmado na madrugada deste domingo (26) um casal é filmado fazendo sexo em via pública, em frente a uma conveniência que realiza eventos de quinta a domingo.

Sexo em via pública, independente do horário em que seja praticado, é considerado crime desde 1940, conforme conta no artigo 233 do Código Penal: “praticar ato obsceno em lugar público, ou aberto ou exposto ao público”, com de detenção, de três meses a um ano, ou multa.

No entanto, de acordo com moradores consultados pela reportagem, o vídeo é só uma amostra do caos enfrentado por eles quando o fim de semana se aproxima.

“O problema nem é exatamente essa conveniência, mas as pessoas que ficam de fora. É barulho de moto, é gente sentando no portão de casa, gente gritando, uma bagunça sem fim. Semana passada eu flagrei um cara cheirando cocaína na frente do portão daqui de casa”, narra um morador que não será identificado.

A conveniência onde a aglomeração de fim de semana acontece também fica entre duas igrejas.

“E tem idosos morando por ali. Não existe sossego. O que a gente ouviu falar é que o alvará de funcionamento seria até as 4h da madrugada. Já chamamos polícia, que faz a ronda, pessoal dispersa, mas depois volta. Disseram pra gente ir no Ministério Público”, conta um morador. “Teve gente aqui que se mudou por causa do barulho”, acrescenta.

Dono da conveniência

O dono da conveniência entrou em contato com o Jornal Midiamax e relatou que o vídeo não foi gravado em frente ao seu estabelecimento, e sim a algumas quadras do local. Ele ainda relatou que faz a cobrança cara para a entrada em sua conveniência para que não tenha problemas. O empresário ainda relatou que o vídeo seria antigo e só foi divulgado recentemente.

Confira as imagens abaixo:

(Matéria editada no dia 28 de fevereiro às 11:07 para acréscimo de posicionamento do dono da conveniência)