O homem de 31 anos suspeito de assaltar uma mulher que levava o filho, de 4 anos, para a escola, na bicicleta no bairro Aero Rancho, na última sexta-feira (20), se apresentou na manhã desta sexta (27) na Derf ( Especializada em Repressão a Roubos e Furtos) com a presença do advogado.

Advogado Almilton Ferreira (Nathalia Alcântara, Midiamax)

Amílton Ferreira, advogado do suspeito, nega envolvimento do cliente no assalto, ou que ele soubesse do crime. 

Segundo ele, o rapaz, que é usuário de drogas, penhorou a motocicleta com traficantes devido a uma dívida e depois, quando foi atrás do veículo, os traficantes teriam lhe entregado o aparelho celular da vítima, para que ele devolvesse. O advogado acredita que seja um caso de receptação.

Ao Jornal Midiamax, o delegado responsável pelo caso, Edgard Punsky, explicou que, na verdade, o rapaz é o principal suspeito do assalto. 

“Chegamos nele porque ele utilizou a motocicleta para roubar e a motocicleta está no nome da mãe dele e ele estava com o celular da vítima e apresentou aqui. Ele diz que penhorou a moto para que outras pessoas fizesse correria e ele foi lá recuperar o celular na boca para tirar da conta da mãe dele. É o que ele e o advogado vão falar”, explicou o delegado.

Ainda segundo Punsky, o suspeito tem várias passagens por e roubos. 

A princípio ele será indiciado apenas por receptação, se apresentou espontaneamente com advogado, juntamento do aparelho celular e alega que não estava com a moto no dia. “Vamos analisar a questão de indiciá-lo por roubo ainda. Nada impede”, disse.

Assalto

Imagens de câmeras de segurança não flagraram a ação, mas mostram o homem em uma motocicleta Honda CG 125 Fan KS, de cor vermelha, seguindo a vítima, que está em uma bicicleta com o filho na garupa.

Segundo o esposo da vítima, o homem vinha seguindo a mulher e quando ela virou na Rua Cajazeira, ele anunciou o assalto.

“Ele não chegou a mostrar , mas levou a bolsa com documentos, celular e chaves, inclusive da nossa loja de assistência técnica, agora vamos ver como fazer para trocar as fechaduras”, explicou.

Segundo o rapaz, a esposa nem levou o filho para a escola porque devido à situação ele ficou apavorado e começou a chorar e então voltou para casa e ligou para o marido. O casal está na delegacia registrando a ocorrência.

No caminho da delegacia, as vítimas conseguiram as imagens de câmeras de segurança que mostram o homem seguindo a mulher.

Ainda segundo o marido da vítima, um comerciante da região contou que o mesmo motociclista tem feito outras vítimas no mesmo bairro.

Saiba Mais