As supostas mensagens de ameaça que teriam feito um menino de 10 anos dirigir pela rodovia BR-060, não foram encontradas no celular da criança, segundo informações da Polícia Civil. O pai do menino irá responder por abandono de incapaz.

Segundo informações passadas para o Jornal Midiamax, a criança teria inventado a história das ameaças feitas ao seu pai pegando as chaves do carro escondido e saindo para a rodovia. A chave, segundo o pai do menino em depoimento na delegacia, havia ficado guardada em cima do guarda-roupas da casa.

Sobre as ameaças feitas pelo celular a criança, o Conselho Tutelar informou que nada foi encontrado, nem ligação e nem mensagem. A criança havia ficado com sua irmã de 14 anos e o outro irmão do menino, de 20 anos, havia acompanhado ele até

O pai ainda disse que desconhecia que seu filho soubesse dirigir. O homem tinha vindo para a Capital para trazer a esposa para uma consulta médica e para resolver questões relacionadas ao trabalho. 

A criança inicialmente foi encaminhada para um abrigo e depois entregue aos pais.  

Mensagem com ameaças

A criança contou que foi sozinho dirigindo, sem ultrapassar nenhum veículo, depois de receber ameaças de um homem encapuzado. Ele ainda falou que estava em casa quando recebeu uma ligação de um homem com uma touca preta, que só aparecia os olhos, falando “vem logo, senão vou matar o seu pai”. Com medo, a criança tirou o carro da garagem e estava indo para Campo Grande.

O menino ainda relatou que a sua madrasta bate nele, principalmente quando ele vai lavar louça e fica algo mal lavado. Ele alega que apanha de cabo de vassoura e panela.