Claudineia Brito da Silva morreu na Santa Casa de Campo na noite de sexta-feira (13), após ser esfaqueada no pescoço pelo companheiro, de 41 anos. Ela foi socorrida inconsciente e ferida na cama, no bairro São Francisco. O homem, que já estava foragido por um processo de violência doméstica, foi preso em flagrante na mesma região.

Equipe da Deam (Delegacia de Atendimento Especializado à Mulher) confirmou que a mulher não resistiu aos ferimentos. O irmão da vítima explicou que Claudineia faleceu por volta das 18h.

Ciclo da violência

A mulher sofreu cortes no pescoço, na região da nuca e devido à gravidade foi atendida pela Ursa (Unidade de Resgate e Suporte Avançado), sendo encaminhada para o hospital.

Durante o registro policial da tentativa de feminicídio, a polícia descobriu que havia um mandado de prisão aberto para o homem, mas não há detalhes sobre o crime pelo qual ele estava foragido.

Em 2010, ele já havia sido preso por violência doméstica em Campo Grande, o processo na justiça começou a correr em 2011, mas teve o prazo alterado duas vezes por conta de feriados e atualmente está suspenso.

De acordo com a família do homem, ele tem histórico frequente de brigas com a companheira, mas nunca a ponto de um deles precisar de atendimento médico. Alcoólatras, os dois viviam juntos há pelo menos 7 anos.