O barbeiro que ameaçou atirar em um sargento da PM (Policia Militar) de Campo Grande por causa de uma manga que caiu em seu quintal teve a prisão preventiva decretada nesta quinta-feira (26). O caso aconteceu nessa terça-feira (24) no bairro Aero Rancho.

“Preenchidos os requisitos legais, homologo o auto de prisão em flagrante e, acolho a representação feita pelo Delegado de Polícia, e com o parecer favorável do Ministério Público, converto a prisão em flagrante delito em prisão preventiva”, determinou a justiça.

Manga teria motivado a briga da dupla

A discussão começou depois que o vizinho foi à casa do militar reclamar de uma manga que caiu no quintal. Testemunhas disseram que, durante a discussão, o homem ameaçou o policial e foi atingido por um tiro na região do quadril. Ele foi socorrido e levado para a Santa Casa, onde está internado sob escolta policial. 

De acordo com o delegado Felipe Madeira, o vizinho – que é dono de uma barbearia no Bairro Aero Rancho, onde ocorreu o crime – foi preso em flagrante com um revólver, sem registro, que utilizou para ameaçar o militar. Além disso, na casa dele também foram apreendidas outras duas armas e mais de 80 munições, correspondentes a 9 e 380 milímetros. Duas das armas tinham registros de furto.

‘Você vai tomar’, ameaçou barbeiro

Câmeras de segurança flagraram o ocorrido e, segundo informações, quando o barbeiro chegou à frente da casa do sargento começou a gritar chamando o militar para fora. Ele ainda arremessou pedras no portão. O sargento, então, foi até o portão e se apresentou como policial, dizendo que não queria brigar, virando as costas e entrando na sua casa.

“Isso não vai ficar assim”, teria dito o barbeiro, indo embora e retornando cinco minutos depois. Ao voltar, o barbeiro começou a gritar pelo militar afirmando: “Você vai tomar”. O sargento pegou a sua e ao sair viu que o barbeiro estava apontando um revólver para ele.

Neste momento, o sargento fez um disparo contra o barbeiro, que foi atingido na cintura.

Saiba Mais