O homem assassinado na noite dessa quinta-feira (5) em um bar na Rua Alice Martins com a Rua Assis, no Jardim Jóquei Clube, era acusado pela morte de Joaquim Francelino Pereira, 50 anos, conhecido como Nezão, a golpes de machado após uma discussão. O crime aconteceu em 27 de janeiro deste ano.

“Nezão”, segundo informações policiais da época, estava em um churrasco com um amigo, quando em determinado momento ambos tiveram uma discussão.

Na posse de um machado, o suspeito deferiu golpes em “Nezão”, que acabou morto sentado em uma cadeira na varanda da casa onde acontecia o churrasco.

A científica constatou que Joaquim foi atingido com cinco golpes, sendo dois na cabeça, um no rosto, tórax, costas, região lombar e outro no braço. Próximo ao corpo havia um machadinho e uma faca tipo peixeira que foram recolhidas e periciadas.

Morte no bar

Valdemir Campo Barbosa, de 38 anos, foi morto a na noite dessa quinta-feira (5), enquanto bebia cachaça em um bar na Rua Alice Martins com a Rua Assis, no Jardim Jóquei Clube.

Segundo informações de testemunhas, Valdemir estava no local, quando um homem se aproximou e efetuou três disparos que atingiram o rosto e também o pescoço. O terceiro pegou na parede do estabelecimento.

A Polícia Civil, com reforço da Força Tática da Polícia Militar, esteve no local, junto com peritos. As circunstâncias da morte serão investigadas pela 1ª de Polícia Civil de Dourados.

Saiba Mais