Nesta terça-feira (14), homem de 29 anos procurou a Polícia Civil para denunciar que foi vítima de extorsão. O suspeito teria se apresentado como José Claudio Arantes, o Tio Arantes do (Primeiro Comando da Capital).

Conforme o registro policial, o homem recebeu mensagens de um número, se identificando como Tio Arantes, liderança da facção. Assim, o homem teria dito que a vítima estava com o nome no ‘sindicato do crime’.

Sendo assim, a vítima estaria marcada para morrer. O motivo seria ‘talaricagem’. Isso, porque o homem teria trocado mensagens com uma mulher casada.

Nas ameaças, foi alegado ainda que o marido desta mulher a matou e agora estaria pedindo a cabeça da vítima. Para que a morte fosse impedida, o suspeito estaria pedindo R$ 5 mil.

No entanto, a vítima não conseguiu fazer o e, depois, identificou que seria um golpe. O caso foi registrado na 5ª Delegacia de Polícia Civil como extorsão.