Polícia autua dois infratores em R$ 15 mil, por manterem três papagaios ilegalmente

Os policiais foram acionados nesta quinta-feira (03), em duas ocorrências envolvendo três animais silvestres
| 04/02/2022
- 23:50
Divulgação
Divulgação, PMA

A PMA (Polícia Militar Ambiental) autuou dois infratores em R$ 15 mil, por manterem três papagaios ilegalmente os quais foram resgatados pela Polícia Civil em Miranda e Bodoquena.

A PMA e a Polícia Civil de Miranda e Bodoquena acordaram, que em toda ocorrência envolvendo crimes ambientais em que qualquer uma das instituições encontrem em suas rotinas de trabalho, devem acionar a outra para agirem conjuntamente, no sentido de impor maior punibilidade, com o objetivo de dissuasão a esses tipos de crime.

Os policiais foram acionados nesta quinta-feira (03), em duas ocorrências envolvendo três animais silvestres da espécie conhecida como papagaio verdadeiro (Amazona aestiva), que eram mantidos ilegalmente em cativeiro, resgatados pela Polícia Civil, em investigações de outros tipos de crimes.

Em uma residência, localizada no bairro Bom Jesus, em Miranda, foram resgatadas duas aves que eram mantidas ilegalmente em cativeiro por uma mulher de 43 anos, em sua residência. Ela foi autuada administrativamente e foi multada R$ 10 mil pela PMA.

Em outro caso, os Policiais Militares Ambientais também estiveram na delegacia de Polícia Civil de Bodoquena, para proceder a autuação administrativa (multa ambiental) a um infrator, que também mantinha em sua residência naquela cidade um papagaio ilegalmente em cativeiro. O infrator (29) foi autuado e multado em R$ 5 mil pela PMA. Ambos os infratores também responderão por crime ambiental de manter animais silvestres ilegalmente em cativeiro, com pena prevista de seis meses a um ano de detenção.

As aves receberam os primeiros cuidados pela médica veterinária voluntária Deborah Nogueira da Silva, que atende voluntariamente os animais na PMA de Miranda e, posteriormente, serão encaminhadas ao Centro de Reabilitação de Animais Silvestres (CRAS), em Campo Grande.

 

Veja também

Ação ocorreu quando os policiais realizavam uma fiscalização

Últimas notícias