Confusão na tabacaria de bairro chique envolveu militar do Exército e trio de Ponta Porã

O trio estava em um veículo Chevrolet Cruze blindado
| 28/05/2022
- 11:37
Confusão na tabacaria de bairro chique envolveu militar do Exército e trio de Ponta Porã
Confusão aconteceu na parte externa da tabacaria. - Marcas de tiros ficaram no local. (Foto: Leonardo de França | Jornal Midiamax)

A confusão em uma tabacaria da rua Euclides da Cunha, que terminou com aproximadamente dez disparados contra o estabelecimento, envolveu um militar do Exército brasileiro, de 22 anos, e um trio de jovens, com idades entre 25 e 27 anos, de Ponta Porã - cidade a 315 quilômetros de Campo Grande. 

O proprietário da tabacaria relatou à Polícia Civil que a confusão teria começado com os envolvidos “se esbarrando” dentro do estabelecimento. A vítima - que é militar do Exército - teria levantado a camisa e mostrado uma pistola 9 milímetros. Ainda conforme o proprietário, clientes contaram que um dos rapazes do trio teria afirmado ser “do comando de Ponta Porã”. 

A vítima permaneceu no estabelecimento e os suspeitos teriam saído do local. Eles foram até o veículo, um Chevrolet Cruze blindado, e pegaram armas de fogo, fazendo vários disparos contra a tabacaria. A fachada do estabelecimento foi atingida por vários tiros, o blindex foi estourado, mas a vítima não foi atingida. Após a confusão, o trio fugiu do local. 

A Guarda Civil Metropolitana de Campo Grande fazia rondas pela área central e encontrou o transitando na contramão, na rua 14 de julho. Ao tentar abordar o veículo, o condutor acelerou o carro e fugiu. Minutos depois, os agentes foram informados que o carro havia sido abandonado na avenida Noroeste, região da Orla Morena. 

Os agentes da Guarda Civil Metropolitana encontraram o carro abandonado com a chave na ignição e uma cópia de um RG de Ponta Porã dentro do veículo.  A Polícia Civil investiga o caso e até o momento, não foram encontrados os autores.

Veja também

Últimas notícias