Piloto da aeronave de pequeno porte que caiu, na manhã desta segunda-feira (20), em uma plantação de eucalipto na Santa Vergínia, entre os municípios de Brasilândia e Bataguassu, foi identificado como Paulo Alberto Kener, de 57 anos. A vítima teve 90% do corpo queimado depois que o avião explodiu.

O transporte da vítima será realizado pela aeronave do GOA (Grupamento de Operações Aéreas), do , composta por uma equipe médica da instituição. As circunstâncias do acidente ainda serão apuradas pela equipe da Dracco (Departamento de Repressão à Corrupção e ao Crime Organizado) nesta terça-feira (21).

Segundo informações do Corpo de Bombeiros de Bataguassu, a vítima foi resgatada pela própria equipe de brigadistas da fazenda, antes da chegada dos militares. Conforme apurado pelo Jornal Midiamax, a equipe de dos Bombeiros interceptou a camionete que transportava o piloto.

A delegada Ana Cláudia Medina afirmou que a equipe foi acionada, mas os trabalhos de investigação serão realizados a partir da manhã desta terça. “Por enquanto estamos buscando dados e detalhes”, explicou.

A aeronave fazia a aplicação de defensivos agrícolas na lavoura. A fazenda onde ocorreu a queda se estende pelos municípios da região, como Bataguassu, Brasilândia e Santa Rita do Pardo.