Polícia

Homem mata esposa com tiro no rosto em briga enquanto viam TV

Márcio José Mendes Pires, de 32 anos, foi preso em flagrante pela Polícia Civil depois de matar a esposa Márcia Lescano, 41 anos, com um tiro de espingarda no rosto durante discussão enquanto assistiam TV. O crime ocorreu na madrugada desta segunda-feira, em uma fazenda na zona rural de Água Clara, onde o casal residia […]

Renan Nucci Publicado em 03/06/2019, às 18h24 - Atualizado em 04/06/2019, às 12h35

Foto: Reprodução/Facebook
Foto: Reprodução/Facebook - Foto: Reprodução/Facebook

Márcio José Mendes Pires, de 32 anos, foi preso em flagrante pela Polícia Civil depois de matar a esposa Márcia Lescano, 41 anos, com um tiro de espingarda no rosto durante discussão enquanto assistiam TV. O crime ocorreu na madrugada desta segunda-feira, em uma fazenda na zona rural de Água Clara, onde o casal residia e trabalhava.

De acordo com a polícia, Márcio foi encontrado transtornado no local, demonstrando grande arrependimento. Ele dizia que iria se matar, motivo pelo qual o pai chegou a esconder as facas da residência. Ao ser preso, alegou que estava bêbado e que teria perdido a cabeça.

Ainda conforme apurado, o proprietário da fazenda, um pecuarista morador em Araçatuba (SP), se mostrou surpreso com o ocorrido, alegando que o casal sempre teve um bom relacionamento. Márcia era moradora na cidade de Sidrolândia. Márcio responde por feminicídio.

Em 2019, já foram registrados 17 casos de feminicídio em Mato Grosso do Sul. As vitimas tinham entre 17 e 56 anos, três delas indígenas. Quatro moradoras da Capital e 13 do interior. Até o dia 7 de junho, campanha realiza várias ações como palestras, panfletagens, eventos e debates para discutir o feminicídio como a maior violação dos direitos humanos contra as mulheres.

Jornal Midiamax