Fotos no Facebook mostram que jovem gostava de empinar moto; ele já recebeu alta

O delegado adjunto da 1ª DP (Delegacia da Polícia Civil), Miguel Said, será o responsável pelas investigações da morte de Victória Nunes, de 17 anos, ocorrida no fim de semana. Testemunhas do acidente devem começar a ser ouvidas a partir de quarta-feira (21), enquanto o namorado da vítima, Thiago Angelo de Lima, de 21 anos, deve ser indiciado por homicídio culposo – sem a intenção de matar.

“Elas já foram arroladas e começam a ser ouvidas a partir de amanhã. Quero saber se houve ou não imprudência do namorado, pois há informações que ele estaria empinando a motocicleta que eles ocupavam”, disse o delegado, na manhã desta terça-feira (20), à equipe do Jornal Midiamax.

Said ressalta que, caso comprove o fato, o jovem será responsabilizado pelo crime de homicídio culposo na direção de veículo automotor. Ou seja, aquele em que não teve intenção de matar a adolescente.

O delegado também explicou que o namorado da adolescente deverá ser ouvido após as testemunhas. “Sei que ele já saiu da UTI (Unidade de Tratamento Intensivo) da Santa Casa, mas não sei que teve alta médica”, afirma.

A Santa Casa informou, na manhã desta terça-feira (20), que Thiago sofreu fratura na clavícula. Conforme a mesma fonte, ele recebeu alta na tarde de segunda-feira (19).

Afronta

Quanto às imagens flagradas pelo Jornal Midiamax, na qual outros jovens aparecem empinando motocicletas ao lado do carro em que levava o corpo da adolescente para o cemitério, no momento do cortejo, o delegado disse que os motociclistas serão responsabilizados pelo delito, nas conformidades do CTB (Código de Trânsito Brasileiro).

A ação dos motociclistas é considerada uma afronta. Além disso, será verificada a situação das motocicletas, ou seja, se tem ou não restrição, como roubo ou furto.

Acidente

Victória morreu na tarde de domingo (18), após cair do , que fica Avenida Presidente Ernesto Geisel, próximo ao Horto Florestal, no Bairro Amambaí, região central de . Ela foi arrastada pela correnteza por 200 metros até o Anhanduizinho, onde foi resgatada próximo da Rua Tonico de Carvalho.

Em seguida, equipes do Corpo de Bombeiros e do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) iniciaram os trabalhos de retirada dela do local. Ainda com vida, a jovem foi imobilizada e encaminhada para a Santa Casa de Campo Grande, porém ao chegar ao local ela não resistiu aos ferimentos.

Populares contaram que ela era a garupa de uma motocicleta Twister, amarela, que era pilotada pelo namorado. O rapaz teria empinado o veículo na avenida, ocasião que perdeu o controle e bateu em uma árvore. Com isso, ela foi arremessada para dentro do córrego.

 

* texto atualizado para informar que, ao contrário da versão inicial, Thiago Angelo de Lima recebeu alta hospitalar na tarde de segunda-feira (19)