Polícia do RJ indicia jovem que pisoteou e matou gato

Um jovem que pisoteou e matou um filhote de gato em Nova Friburgo, na Região Serrana do Rio de Janeiro, confessou o ato em depoimento juntamente com seu cúmplice, que filmou toda a ação e postou o vídeo em uma rede social. As cenas fortes foram compartilhadas por milhares de internautas e geraram revolta pela […]
| 18/08/2014
- 17:21
Polícia do RJ indicia jovem que pisoteou e matou gato

Um jovem que pisoteou e matou um filhote de gato em Nova Friburgo, na Região Serrana do Rio de Janeiro, confessou o ato em depoimento juntamente com seu cúmplice, que filmou toda a ação e postou o vídeo em uma rede social. As cenas fortes foram compartilhadas por milhares de internautas e geraram revolta pela crueldade contra um animal. O vídeo também levou defensores da causa animal a registrarem ocorrências na delegacia de Nova Friburgo e do município vizinho de Bom Jardim.

Durante o depoimento, a dupla, que reside em um bairro periférico da cidade, esclareceu que o ato aconteceu durante viagem a Campinas, em São Paulo, na última terça-feira. Segundo a polícia, o caso será encaminhado à delegacia de Campinas e os dois serão indiciados por maus-tratos a animais. O julgamento ficará a cargo do Juizado Especial Criminal e os jovens poderão ser condenados ao cumprimento de penas alternativas, como pagamento de cestas básicas ou prestação de serviços sociais.

Apesar do risco de condenação dos jovens, a suavidade da pena causou surpresa entre alguns internautas que haviam até postado fotos dos dois, chamando-os de assassinos e pedindo justiça. O principal motivo são as cenas do vídeo, que mostram a dupla parando o carro em uma estrada, logo após ver o gatinho abandonado em uma caixa de papelão. Depois, um deles desce do veículo e começa a torturar o bicho até sua morte. Ao final, ele ainda ri e comemora que ganhou R$ 18.

Veja também

Um dos condutores foi encaminhado para o hospital com traumatismo Craniano Encefálico

Últimas notícias