Uma quadrilha de estelionatários que agia em Mato Grosso do Sul, Santa Catarina e Brasília foi presa na noite de sábado (12) quando planejavam colocar um equipamento conhecido como “chupa cabra” – utilizada para clonar cartões- no shopping Campo Grande. Os suspeitos foram presos em um hotel na região central de Campo Grande.

Na ação da policia foram presos Israel Dehmison Alves Martins, 23 anos, conhecido como Cabeça, Diógenes Kildery Alves de Meneses, 19 anos, e Márcia Valeria Ferreira da Silva, 42 anos.

Segundo o delegado João Reis Belo, a quadrilha esteve no Estado no inicio de junho e conseguiu instalar esses equipamentos em vários bancos da cidade. Um das vítimas dos estelionatários conseguiu reconhecer um dos suspeitos e duas investigadoras ficaram no encalço deles.

Ontem, as policiais descobriram que os criminosos iriam se hospedar e um hotel na região central da cidade. Com essa informação as duas investigadoras também se hospedaram no mesmo local e no início da noite conseguiram prender a quadrilha em flagrante.

Com os suspeitos as policiais apreenderam vários cartões clonados, celulares, câmeras fotográficas.

Israel Martins assumiu a autoria do crime e disse que aprendeu o “oficio” com um tio que mora no Ceará. Ele disse ao delegado que conseguia filmar o circuito interno e via as pessoas digitando as senhas e a partir dessa informação clonava os cartões. O suspeito disse ainda que clonava de 10 a 15 cartões por dia.

Martins já possui passagens policiais pelo crime de estelionato sendo que em 2010 foi autuado em Florianópolis e no início do ano foi atuado em Brasília.

Os suspeitos estão detidos na Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário (Depac) do bairro Piratininga