Um grupo de turistas, sendo uma holandesa, uma inglesa e dois israelenses, ficaram encantados ao flagrarem aves de cores exuberantes e coloridas. Veja vídeo abaixo. O curioso neste avistamento, segundo especialistas, é que os tucanos estão entre as aves que não aparecem na Europa e sim são típicos das florestas tropicais da América do Sul, Guianas até a Argentina. Ou seja, foi um avistamento raríssimo para o grupo.

“Elas não ocorrem na Europa. E, como são exuberantes e coloridas, atraem e encantam turistas, principalmente os observadores de aves. E os tucanos são animais típicos do Cerrado, Pantanal e Mata Atlântica, sendo possíveis de serem observados também em regiões do Paraguai, Bolívia e Argentina”, afirmou ao MidiaMAIS o biólogo Milton Longo, doutor em ecologia e conservação.

Ao lado dos turistas, na ocasião, estava o guia turístico e chef de cozinha Elias Tanus, também conhecido como Jaguarman. “Eu acredito que é um dos vídeos mais lindos, que realmente mostra os tucanos na vida selvagem, no Pantanal. Além deles, ao fundo, dá para ouvir o grito da arara-vermelha e a curicaca cantando”, comentou, ressaltando que gravou as imagens enquanto os turistas contemplavam a beleza do momento.

De acordo com Tanus, na semana anterior, o grupo saiu para uma caminhada na Pousada Santa Clara, altura do km 22, no pantanal sul-mato-grossense, quando avistaram os tucanos. “Era bem cedo, 6h da manhã. Eles pousaram na árvore seca, um flamboyant da flor vermelha, com o sol nascendo. Os turistas ficaram encantados, ainda mais por ser uma ave que não existe na Europa e é bem arisca, então, eles ficam observando e fotografando toda vez que veem”, explicou.

Representante da família Ramphastidae

Conforme estudiosos, o Ramphastos toco, popularmente conhecidos como tucanuçu, tucanaçu, tucano-grande e tucano-boi, é uma espécie de tucano e o maior representante da família Ramphastidae. Além disso, os tucanos aves mais icônicas da Terra e são considerados endêmicos das Américas do Sul e Central. Portanto, só podem ser encontrados nesta parte do planeta.

Das oito espécies conhecidas, quatro ocorrem no Brasil e habitam os biomas da Amazônia, Caatinga, Cerrado, Mata Atlântica e Pantanal. A alimentação destes animais se baseia em frutas, ovos, insetos e também podem predar filhotes de outras aves.

Leia também:

‘Mãe é mãe’: tamanduá surpreende turistas ao galopar com filhote grande no Pantanal; veja vídeo

VÍDEO: Casal holandês vai ao Pantanal para ver onças, mas encontra cena muito mais rara