Para quem deseja desfrutar da paz emanada pela natureza ou vivenciar o turismo de aventura em Mato Grosso do Sul, a Cachoeira do Rio do Peixe oportuniza as duas experiências de forma única, distante 170 km de Campo Grande. Com aproximadamente 70 metros de altura, o atrativo tem trilha, ‘prainha’, caverna e uma beleza sublime, tornando-se um paraíso ecológico gratuito em Rio Negro.

Partindo da Capital do Mato Grosso do Sul, o aventureiro irá trafegar pela MS-080. Cerca de 2 km antes do perímetro urbano de Rio Negro, você irá se deparar com uma rotatória de acesso. Nela, será preciso virar a direita para ingressar na MS-340. A partir desse ponto, serão aproximadamente 18 km de estrada de chão com desníveis, buracos, ‘costelas de vaca’ e bons trechos de cascalho.

Para sair da estrada, o ponto de referência será uma casa amarela que você irá avistar do lado esquerdo, após passar uma ponte — como mostrado no vídeo ao final da matéria. A partir daqui, você seguirá com o seu veículo por mais alguns metros, até uma grande clareira. É nesse momento que a caminhada começa, mas o desafio ainda está longe de começar.

Cachoeira do Rio do Peixe em Rio Negro, Mato Grosso do Sul, caverna, prainha, paraíso gratuito
Parte alta da Cachoeira do Rio do Peixe (Foto: Ranziel Oliveira / Estrada Alternativa)

Depois de alguns metros de caminhada por uma trilha fechada e que margeia uma cerca, ela dará acesso ao topo da cachoeira, onde o visitante começa a testemunhar o esplendor do local. Uma vista ímpar, onde os olhos se perdem no horizonte.

E o desafio aventureiro começa

Atravessando o leito do Rio e seguindo pela mata, é o momento que a aventura começa. Gradualmente, a trilha vai ficando mais íngreme e quando você se dá conta, já estará escalando as pedras e se segurando em raízes — da mesma forma que foi realizado na cachoeira de Bandeirantes-MS.

A umidade do ambiente aumenta o desafio, sendo um prato cheio para quem gosta do turismo de aventura. Vale ressaltar que as pedras estarão lizas e escorregadias, e redobrar o cuidado será essencial.

Se a sua intenção é levar uma caixa térmica, saiba que é possível, mas tenha ciência que será trabalhoso e cansativo. Também é importante destacar que o local não possui banheiros ou qualquer estrutura para turistas. Ah, claro: como bom viajante e amante da natureza, não se esqueça de preservar o meio ambiente. Lembre-se que todo o lixo produzido no local precisa ser recolhido e levado de volta para casa.

Cachoeira do Rio do Peixe em Rio Negro, Mato Grosso do Sul, caverna, prainha, paraíso gratuito
Final da descida pela trilha e início da caminha até a ‘prainha’ (Foto: Ranziel Oliveira / Estrada Alternativa)

Caverna e ‘Prainha’ na Cachoeira do Rio do Peixe

Na base da cachoeira, uma prainha natural dá boas-vindas aos visitantes. Assim como na Cachoeira Los Pagos em São Gabriel do Oeste-MS, a imensidão de pedra toma conta dos seus olhos, fazendo emergir sentimentos inenarráveis e que somente a conexão com a natureza pode evidenciar.

O mergulho na água gelada traz alívio ao calor, deixa notória a ruptura com um mundo conectado e traz paz para o seu interior. Como a cereja de um bolo que você não quer que acabe, a Cachoeira do Rio do Peixe ainda guarda mais uma surpresa.

Para quem se aventurar e margear pelas pedras em direção à cachoeira, terá uma recompensa única. Embaixo dela, se dá o acesso para uma caverna com vista panorâmica da queda d’água, um espetáculo natural à parte que coroa o valor imaterial e as vivências imensuráveis do local.

Entre a ignição do motor em V e o destino final existe sempre uma história. Filmado em primeira pessoa, o canal Estrada Alternativa desbrava o Estado sobre duas rodas. Na garupa virtual, você conhece as belezas naturais de Mato Grosso do Sul, novos destinos e os perrengues de qualquer viagem de moto. Acompanhe essa e outras viagens pelo canal do YouTube, Instagram Facebook.