Geral

Vistoria obrigatória para licenciamento terá aumento a partir de 1º de março

Reajuste será de acordo com Uferms estabelecido para os meses de março e abril 

Midiamax Publicado em 25/02/2015, às 15h21 - Atualizado em 26/04/2018, às 17h52

None
_oficina_1-_mj.jpg

Reajuste será de acordo com Uferms estabelecido para os meses de março e abril 

A vistoria anual obrigatória determinada por meio de decreto publicado no dia 30 de dezembro, pelo Detran/MS (Departamento Estadual de Trânsito de Mato Grosso do Sul), terá aumento a partir de 1º de março. O reajuste foi publicado nesta quarta-feira (25), no Diário Oficial do Estado.

De acordo com a assessoria de comunicação do Detran/MS, os condutores terão de pagar R$ 104,55 pela vistoria que atualmente custa R$ 103,45. O aumento de pouco mais de R$ 1,00 se deve ao reajuste do Uferms (Unidade Fiscal Estadual de Referência de Mato Grosso do Sul).

Nesta quarta-feira, o secretário da Sefaz (Secretaria de Estado de Fazenda), Mário Márcio Monteiro, divulgou o valor de R$ 20,91, estabelecido para Uferms referente aos meses de março e abril. Atualmente a frota de veículos com mais de cinco anos em todo o Estado é de 911.691, entre eles, 501.385 são de Campo Grande. O custo da vistoria anual obrigatória é  R$ 104,55, o que representa arrecadação de R$ 95,3 milhões, ou seja, mais de R$ 52,4 milhões apenas na Capital.

A vistoria veicular periódica deve ser realizada com até 90 dias da data limite para o licenciamento na sede do Detran/MS, nas Agências de Trânsito do interior do Estado e nas ECVs (Empresas Credenciadas para Vistoria) e só terão validade após análise do setor de validação de vistorias do órgão responsável.  Caso o veículo seja reprovado, o condutor terá 30 dias para que regularize a situação do automóvel. Passado o prazo terá de pagar a taxa novamente.

Jornal Midiamax