Mulher é presa ao tentar entrar na Máxima com celular camuflado em braço enfaixado

Uma mulher de 32 anos foi presa na manhã deste domingo (10), após tentar entrar no Presídio de Segurança Máxima de Campo Grande com um celular escondido em uma tala, que enfaixava o braço dela. De acordo com o boletim de ocorrência, o caso foi descoberto por volta das 9 horas, durante a revista dos […]
| 10/08/2014
- 23:24
Mulher é presa ao tentar entrar na Máxima com celular camuflado em braço enfaixado

Uma mulher de 32 anos foi presa na manhã deste domingo (10), após tentar entrar no Presídio de Segurança Máxima de Campo Grande com um celular escondido em uma tala, que enfaixava o braço dela.

De acordo com o boletim de ocorrência, o caso foi descoberto por volta das 9 horas, durante a revista dos visitantes dos presos. Um agente penitenciário solicitou que a mulher retirasse a faixa, mas ela disse que o braço estava fraturado e que ela sentiria dores.

O agente ficou desconfiado e informou que a Polícia Militar seria acionada. A mulher então retirou da tala um celular, sem chip e sem cartão de memória. Não foram encontrados outros objetos ilícitos com a mulher.

O caso foi registrado como favorecimento real, quando ingressar, promover, intermediar, auxiliar ou facilitar a entrada de aparelho telefônico de comunicação móvel, de rádio ou similar na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) do Centro de Campo Grande.

Últimas notícias