O protesto dos alunos da Escola Estadual Silvio de Oliveira, no bairro Aero Rancho em Campo Grande, terminou por volta das 18h45 desta quarta-feira (28). Com a presença da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros, o fogo que havia sido ateado em pneus foi apagado e os policiais convenceram os alunos a desbloquear a rua. No fim, os alunos disponibilizaram um abaixo-assinado pedindo mais segurança.

O protesto começou por volta das 18 horas. Os alunos fecharam um dos cruzamentos da avenida Vereador Thirson de Almeida e fizeram um protesto por mais segurança no bairro. Para os alunos, o maior problema, tem sido a falta de iluminação pública nas ruas próximas à escola e os frequentes assaltos. 

Segundo Giovani Ortiz de Souza, o abaixo-assinado já estava circulando entre os alunos da escola e já possui mais de cem assinaturas. Ele diz que todas as ruas que ‘terminam’ na escola, estão com pouca iluminação pública, contribuindo para os frequentes assaltos que estão acontecendo na região. “Esses dias, a diretora ligou para PM falando sobre mais um assalto, e eles falaram: a senhora de novo? E não vieram”, conta.

A estudante Dyessica Bruno Ovando Pedroso, de 16 anos,  que participou do protesto relata que em menos de um mês, teriam acontecido 26 assaltos na região da escola. “A PM diz que  são menores de idade e que não podem fazer nada. Enquanto um não morrer não vão fazer nada?, questiona.